Posts Tagged ‘Rio de Janeiro

26
nov
10

Rio 2010

Começo esse post sobre a situação atual que o Rio de Janeiro enfrenta. Levando a piadinha que rola no orkut, facebook e twitter – “Tropa de Elite III – A batalha agora é ao vivo.” Pois é disso que vem se tratando quando se fala de opinião popular. Podemos ver diversas pessoas postando, twittando, e o caralho-a-quatro-ando que – “O NEGOÇU É SENTÁ U DEDU MEMU! MATÁ GERAL! É NOIS BOPE!

Essa imagem ridícula feita por sabe-se lá quem, vem sendo usada pelo facebook/twitter como bandeira de uma campanha, gerada pelas filmagens do helicoptéro de uma emissora, que mostrava os bandidos fugindo tranquilamente por uma trilha em direção ao complexo do alemão. E a polícia nada fez, observou de longe eles na maior calma. Uns a pé outros de moto.

É eu entendo. Diante de tanta impunidade no Rio seria comum de se esperar algo do gênero feito esse surgir. Má administração, Sérgio Cabral um completo vagabundo miliciano e um poder paralelo que vem se criando de muito tempo atrás.

Mais por que em pleno século 21, onde temos acesso a informação, superamos o pensamento medieval à anos , o radicalismo supostamente mal deveria existir e esse pensamento ignorante de “mata-todo-mundo” é tão popular?

Simples. Revolta e vingança. Todos aqueles que sofreram direta e indiretamente com ações de bandidos ou criminosos carregam dentro de si essa raiva. Esse ódio de serem vítimas e não poderem reagir. Quando tem uma chance de ver aqueles que lhes causaram mal serem punidos, obviamente irão se agarrar a essa com todo fervor.

Agora tem também só aqueles babacas que viram Tropa de Elite demais e acham que o Capitão Nascimento é “o cara” e reproduzem pensamentos do mesmo. Brincar com isso é uma coisa, agora levar esse pensamento a sério e achar que o negócio é “matar os vagabundos” (como diria o nascimento) é outra história.

A questão do Rio envolve muito mais trambicagem, corrupção e vista grossa. Matar todo mundo, como sugerido por esses acéfalos internautas não resolve porcaria nenhuma sabe por qual razão?

1 – Se matar chefe de morro resolvesse, teríamos morros limpos hoje. O que já morreu de dono de boca de tráfico não tá no gibi. Simplesmente morre um, coloca-se outro no lugar.

2 – Promover uma chacina no morro, sentando o dedo em “geral” geraria muita revolta daqueles que ali moram. Revolta essa semelhante a que ocorre no oriente médio. Palestinos e Israelenses, onde crianças já nascem sendo doutrinadas desde cedo a odiarem o grupo rival. Crianças nascem o tempo todo em morros. Imaginem futuros soldadinhos sendo alimentados com ódio e sentimento de vingança desde cedo? Que futuro brilhante seria!

3 – Numa possibilidade ao limpar o morro do tráfico abrimos espaço pras famosas milícias. É! Aquelas que vimos no filme Tropa de Elite 2? Então, aquilo não é piada nem ficção. Aconteceu em um dado momento do Rio de Janeiro e ainda acontece. É trocar o 6 por meia dúzia.

Gostaria que alguém me apontasse um motivo racional e inteligente que corroborasse com uma ação “MATA GERAL!”. Mesmo. Eu fico tentando procurar vantagens ou coisas semelhantes que me façam compreender o motivo de tantas pessoas apoiarem uma medida dessa. Claro, por favor, não me venham com motivos imbecis como “Awww mais por que não foi você que teve uma arma apontada para sua cabeça!”. Motivos pessoais de revanchismo não podem sobrepujar a contribuição de um cidadão para com um problema.

O rio enfrenta um problema hoje. E sério. Devemos descobrir nossos erros e aprender com eles. Não apoio a impunidade, mas tampouco apoiarei uma chacina desmedida pois são todos supostos “vagabundos”.

Adorei o filme tropa de Elite e o capitão Nascimento. Mas tenho cérebro e senso crítico para atender, que o José Padilha quis foi fazer uma enorme denúncia de todo o sistema que funciona no Rio de Janeiro. E acreditem – os soldados do BOPE estão longe de ser heróis nessa história. Sem generalizar, claro.

06
ago
10

Rio 2234

Rio de Janeiro 2234. Estado de guerra.

A quase 200 anos atrás o Rio era conhecido como a cidade maravilhosa. Já tinha problemas com violência e o dito poder paralelo na época. Só que tinha muita gente rica por aqui e conseguiam manter uma certa ordem. A coisa foi piorando. Precisavam ver o fiasco que foi a copa de 2014. O último evento feito aqui. Os jogos olímpicos de 2016 foram cancelados devido a condição do estado.

Era neguinho atirando pra tudo que é lado. Confronto com a polícia. Nego sangrando bem no meio do asfalto. Acredita que acertaram uma granada no ônibus da seleção Francesa? Sobraram só 4 vivos. O técnico e mais uns jogadores. O presidente declarou estado de sítio e emergência no estado. Convocaram o exército. Ai parceiro, a merda tava feita!

O que aconteceu: O exército chegou, completamente despreparado. O BOPE, uma polícia de elite da época, já tava em frangalhos devido ao corte de verbas. O que ninguém sabia era que o governador tava envolvido na insurreição. Parceiro, ele basicamente comeu pelas beiradas. Tirava do BOPE e das Policias Civil e militar e com lavagem suja dava pro tráfico.

O exército já pobre e com policias sem recurso. Invadiram os morros. Parceiro dai? Foi um massacre.

O Rio de Janeiro se emancipou. Conseguiu o que o Rio Grande do Sul queria a anos. Se separou do Brasil. O Governador já tinha todo o esquema do show pro palco internacional montado. Foi fácil conseguir reconhecimento da maior parte dos G8 e da ONU do Soberano Estado da Guanabara. O Rio agora era um país.

Os anos foram se passando. Por volta de 2129 teve-se um colapso econômico. Eu nem sou estudioso de história, mas tinha algo a ver com lastro em ouro. Coincidência com a crise de 1929? A data sim.

Dai cabou. Os países ricos que vinham investindo em países emergentes como o Brasil e a nova República da Guanabara rancaram seus dinheiros daqui e injetaram em seus países. Rapaz, foi engraçado, pois o Brasil dizia gozar de uma forte economia e toda a palhaçada de uma tal de PETROBRAS que dizia ser auto-suficiente em petróleo. Adiantou de nada.

As FARCs por volta de 2200 estavam no bolso norte americano. Claro que isso sem ninguem saber. Eram agora uma espécie de controle “extra-oficial” Norte Americano. O Brasil não tinha mais dinheiro nem forças armadas. Dai parceiro foi só entrar e passar o rodo.

O Brasil hoje? Um lugar hostil, dominado por FARCs de um lado e rebeldes aleatórios do outro. Cada grupo com um ideal e uma causa sempre com o papo político no fundo. Eles querem só é dinheiro parceiro, dinheiro! As antigas facções criminosas do Rio foram expulsas depois do governador conseguir o que queria. Agora graça aos nosso amigos Alemães conseguimos nos manter de pé aqui pelo Rio.

Desde 2190 graças a uns favores (desenvolvimento de tecnologia a baixissimo custo) a Alemanha e mais uns Europeus ai são nossos aliados. Pois é, temos uns gênios por aqui que conseguem bolar idéias do nada. Só vendo parceiro! Os caras fazem energia com um saco de mercado! É muita loucura.

Eu? Meu apelido no grupo é “Justiceiro”, por causa daquele personagem de revista antigão. Uso uma caveira igual a dele no braço. Sou um oficial das forças armadas da República da Guanabara.

Desculpem o parco conhecimento histórico, pra deixar vocês a par da situação atual, mas não sou pago pra ser intelectual e sim para matar.

Meu serviço? Patrulhar a fronteira e proteger a supremacia da República da Guanabara.

Bem vindos ao Rio, cidade maravilhosa. 8 de julho de 2234.

Considerem-se formados no treinamento militar mais ferrenho de todos.

Nem pensem em sequer respirar. O pior começa agora senhores!

Um grito é ouvido pela sala. Enquanto discursava havia um grupo de mais de 300 soldados a sua frente. Todos prontos para a guerra que estaria por vir…

10
abr
10

Rio, chuvas e tragédia

Interrompo meu post sobre Chico e espiritismo, apesar dele estar em alta e bem pop (devido ao seu filme) irei falar de um assunto mais “pop” ainda. A tragédia que ocorreu no Rio de Janeiro devido as chuvas. Minto, devido ao despreparo e total descaso existentes nesta merda de estado. Copa? Olimpíadas? Hahahahahahahahahaha!

É bem sabido que em boa parte do Brasil, especialmente o Lixo de Janeiro, nada é feito para prevenir. Espera-se as piores das catástrofes ocorrer para remediar – nunca prevenir. As obras quando acontecem são super faturadas ou apenas suprem uma necessidade rápida do momento. Nunca prevenir um além.

São Paulo choveu durante 72 dias e segundo as fontes que consultei não houve nenhuma morte. A cidade aguentou. Rio de janeiro choveu uma semana. Morreram mais de 200 pessoas ao todo, com destaque para o trágico episódio do morro do Bumba em Niterói. Diversas casas construídas sobre um antigo depósito de lixo. Liberado pela prefeitura para construção a 25 anos atrás. Jorge Roberto ao ser indagado acerca disso “Eu não sabia disso…” – isso pois foi prefeito 3x já. Incrível. A ignorância lhe convém…

Antes que falem que foi “Deus” ou como adorariam sugerir os evangélicos mais fanáticos “Obra do diabo” a explicação pra tragédia do Bumba é bem simples – Irresponsabilidade humana e química. Os gases liberados pela decomposição do lixo, ficaram ali, por anos, sendo produzidos. Era uma espécie de bomba relógio. Devido as massivas chuvas, a água começou a infiltrar o solo e os gases a serem liberados. O gás era metano. Altamente explosivo. A hipótese de ter ocorrido uma explosão que gerou o deslizamento monstruoso é corroborado por depoimentos de diversos moradores, que afirmaram ter ouvido um estampido forte segundos antes da tragédia.

Não há deus que salve disso. Os bombeiros, esses sim, merecem os créditos pelos salvamentos. Não existem milagres. Existe trabalho duro e dedicação de vidas humanas em salvar outras. A estes homens que ainda se encontram no local trabalhando sem descanso, dedico este post. No final só podemos contar com aquilo que de fato nos é tangível. Não há forças “meta-físicas” operando neste momento.

Alguns depoimentos me chamaram atenção. Dois em especial, que vi na globo news. Uma senhora que estava calma e falou tranquilamente. A repórter havia perguntado se ela iria morar ali, mesmo depois daquilo. Ela respondeu mais ou menos assim “-Sim irei.  Sou daquelas pessoas antigas que acreditam em deus. Isso foi apenas um acaso.” Já o outro depoimento foi uma moça, que em prantos falava desesperada “O homem tem que parar de querer ser maior que deus! Tem que parar!

Não estou aqui para julgar, mas até que ponto vai a crença dessas pessoas? A mulher não ter escolha para onde ir é uma coisa, mas continuar a morar pois “acredita em deus” pondo sua vida em risco e dizer isso tranquilamente? Não sei por qual razão fiquei supreendido, visto que o raciocínio de homens bomba é muito mais assustador.

Sem falar nos arrastões que aconteceram em Niterói, no dia seguinte. A mídia toda acordou em dizer “Foram boatos!”, mas  ao meu ver, não. Creio que isso foi uma tentativa de abafar a fragilidade que essa porcaria de estado se encontra. Entregue, frágil e completamente perdido. Problema que dai cairei naqueles tortuosos caminhos que a “teoria de conspiração” levam.

Vejo a irresponsabilidade do estado (e de certa forma, nossa mesmo) ser abafada pelas diversas mobilizações de solidariedade. Assim vamos levando. Se acontecer uma outra tragédia, basta doar um quilo de feijão e arroz que tá tudo certo…

25
out
09

Um sonho de olimpíada

"Riu 2016 - Vamu çonhá jumtu"

"Riu 2016 - Vamu çonhá jumtu"

Pois é. Ando pelo Rio toda semana. Deixo Niterói pacata cidade (se comparada ao Rio Capital) para mergulhar nas entranhas da selva de concreto. Impressionantemente (mais não imprevisível) os cartazes e faixas comemorativas não param de surgir nos prédios e outdoors da cidade. Todas comemorando o Rio 2016. Na prefeitura então, tem 3 faixas ENORMES penduradas com fotos de crianças trajando uniformes olimpicos pertinentes a cada classe. Um judoca, uma nadadora e o terceiro não lembro.

Lembro que no dia da apresentação do Rio como candidata, exibiram uma foto do Rio, onde aparentemente todas as favelas haviam sido removidas do mapa. Achamos a solução, photoshoparemos a cidade INTEIRA afim de que ela fique apresentável até 2016. Profissionais interessados basta enviar curriculum para a prefeitura. Anexar portfolio. Curiosamente vendo o site do Danillo Gentili gostei da comparação que ele fez do Feijão com Arroz e sobremesa. É basicamente como se o Lixo De Janeiro, digo Rio/Brasil ou “Básil” estivessem querendo jogar o feijão com arroz escondido pro cachorrinho comer ao pé da mesa, enganando a “mamãe” podendo assim partir para a sobremesa.

Sou negativista quanto a esse assunto. Não adianta. Queria poder ver uma luz no fim do túnel, mas a violência e a BADERNA que é esse estado não deixam espaçamento para grandes hipóteses. Há quem defenda as olimpíadas, pois irão gerar empregos. Ok, beleza. Lindo. E depois? O que esses empregados diretos das olimpíadas farão? Voltar pras filas de desempregados. “Aw claro, melhor emprego durante umas semanas que desempregado o tempo todo.” Pois é.

Inevitável lembrar de alguns traços LOL BR quando escuto argumentos pró rio 2016. Logicamente nem todos são idiotas, mas boa parte deles carregam aquela deliciosa dose de imediatismo barato.

Aw e por favor, sem repetir aquela piada de enforcar 2015 já que teremos copa 2014 e olimpíadas 2016. Essa já cansou.

19
out
09

Inferno De janeiro…

Ontem não postei pessoal. Droga, quebrei minha invencibilidade de posts diários desde a criação deste blog. Tive de estudar um bocado ontem e depois sai (ningúem é de ferro, só o Robert Downey Jr, putz, essa foi péssima) portanto não pude postar. Hoje estou aqui já de volta!

Hoje irei falar um pouco sobre o “Hell in Rio” festival que ocorre sem aviso prévio, é gratuito e atinge vários bairros e comunidades do Rio. O último “Hell in rio” foi um sucesso! Ocorreu este sábado com os eventos, tiroteio, queda de helicoptero policial e a tradicional queima de ônibus/escolas! Quem viu viu, quem não viu, esquenta não, se os investimentos em cultura continuarem assim, veremos quase todo mês um espetáculo destes.

Brincadeiras a parte, o que aconteceu esse sábado foi trágico e sério. Não foi assustador, isso não. Pois devido as dimensões que as coisas estão por aqui no Rio, JÁ ERA MAIS DO QUE SE ESPERAR algo do gênero. A solução até então? Cabral irá arrancar contingente do interior e levar pra Capital. Rancar uma pá de cal de um lado e jogar no outro. Qual a lógica? O interior sem reforço tornar-se alvo de incursões e bandidagem gratuita. Aw, mas quem sou eu para falar algo sobre administração pública né? Quem sou eu!

Logicamente não poderia deixar de citar que o Lixo de Janeiro será palcuzinho (ou palcuzão, vai do gosto do leitor) das olimpíadas 2016! Pois é né! Nosso estado tá tão bem estruturado que podemos sediar o que for aqui! Temos transportes sobrando, hospitais com leitos sobrando faltam pacientes! Escolas vazias, pois não tem mais aluno pra matricular, tem muita vaga e ensino amplo. Faltava a cerejinha no bolo. Essa cerejinha se chama Olimpíadas 2016! IHUUUUUUUUUL! Certamente.

Como muitos viram saiu em alguns jornais lá de fora sobre a merda que foi no sábado. Agora estão todos de olho no Brasil e especialmente no Lixo de Janeiro. Foda né? Mamãe olhe pra mim, to no NEW YORK TIMES como vítima de bala perdida! \o/

Lamentável. As coisas tendem a piorar sim. Não irei jogar um falso positivismo besta, digno do bom brasileiro. Não vejo saída em 6 anos (2009 tá no fim já) que mude essa porcaria. Aliás solução vejo sim, meios para que ela ocorra é que são impossíveis de ocorrer. Ok, impossível não improvável. Finalizo esse post com uma frase do Bruce Wayne quando leu a reportagem nos jornais sobre o tiroteio sábado:

O pau está comendo solto por aqui…




Aterro Sanitário

Lixo da Vez - Ronaldo o FENOMENO?!

Oi, queria agradecer ao espaço cedido pelo amigo e também entusiasta da copa, Bocadoogro.
Vocês sabem que eu sempre fui brasileiro desde que nasci no Brasil. Gosto muito do brasil e vou curtir muito assistir a copa do meu telão de cinema na minha casa lá na europa.

Mas vim aqui para um assunto mais importante. Essa palhaçada toda de protesto a respeito de usar dinheiro da copa para fazer hospital. Amigo, repito e disse, não se faz copa com hospital! Precisamos de estádio. Esse dinheiro que foi pro estádio não iria para hospital. Se não fosse pela copa o estádio nem o hospital existiria.

Vocês reclamam de hospital, não entendo! Sempre que fico gripado ou preciso de médico o Sírio-Libânes tá lá de boa. Não entendo essas reclamações. Neste ponto eu apoio meu amigo Pelé, grande sábio. Vamos esquecer essas bobeiras e focar na copa.

Grande abraço para vocês, do Ronaldinho Fenômeno.