Posts Tagged ‘política

24
abr
12

4 razões para ser homofóbico

Ultimamente odiar gays/lésbicas/travestis e tudo que for possível ser, ta na moda. Temos como principais fomentadores dessa cruzada “anti-gay”, Bolsonaros/Crivellas/Malafaias/R.R. Soares da vida. Irei mostrar um dos principais argumentos (não dá pra chamar disso, mas eles juram de pé junto que são) para ser homofóbico – de acordo com os intelectuais pró-morais e bons costumes.

1 – Pois a palavra de Deus (bíblia) condena isso! EM O NOME DE JESUS!

Apesar de não ser uma exclusividade protestante odiar gays, é bem comum vermos o ódio disseminado por algumas figuras específicas. Como o próprio Silas Malafaia, da Universal, uma das mais lucrativas representativas desse nicho.

Afirmam que a bíblia condena relações homossexuais e sodomia, assim como sexo antes do casamento e que as mulheres falem sem a permissão dos homens. Também diz que devemos apedrejar adúlteras e oferecermos nossas filhas para estupradores, afim de resguardar nossos hóspedes. Sem esquecer de mencionar que devemos estar prontos para sacrificar nossos filhos, caso Deus peça.

Sinceramente, a bíblia não deveria ser utilizada como guia ou parâmetro para ninguém em 2012. É um livro velho, escrito por diversos autores ao longo de anos, refletindo uma moral/ética absurdamente antiga e pertinente aquela época. Sequer sabe-se quem foram os autores do velho testamento, para afirmarem com tanto fervor ser a palavra de Deus – Não, é a palavra do homem e sua grande criação – deus.

2 – Isso é imoral! Queremos os velhos costumes e a família de volta!

Esse tópico é altamente ligado ao primeiro – pois naturalmente essa moral terá como base alguma religião. N0 caso do Brasil predominantemente a cristã. Família tem que ter pai/mãe/filhos. Nunca pai/pai ou mãe/mãe. Bem esse “argumento” não se baseia em nenhuma estrutura séria ou lógica. Apenas nos dão uma estrutura de família que é considerada a certa X sendo o Pai, Y sendo a mãe e Z¹, Z², Z³ e etc sendo filhos.

Partindo que essa é a equação correta X+Y+Z¹²³ = família, então realmente não há por onde escapar. Acontece que aonde diabos isso tá escrito? Quem disse que essa equação é a correta e que nada que se difere disso pode funcionar? Ninguém disse. Nós dissemos e tomamos por verdade absoluta. Família pode ser qualquer coisa, desde que você queira chamar assim. Não necessitamos laços de sangue tampouco ser da mesma espécie (filhos adotivos e até bichos de estimação são considerados famílias). Querer usar de um argumento falacioso, baseado no porra nenhuma que um Y+Y+Z¹²³ ou X+X+Z¹²³ não possa constituir família é idiota. Expressa apenas uma moral que VOCÊ possui, mas infelizmente (para você, que pensa assim) ela não molda a realidade. Por favor, não tentem impor sua ética e moral para os outros – você pode estar tremendamente errado.

3 – Não é natural! Na natureza não existem bichos “bichas!”

Errado. Existem diversos comportamentos já registrados de relações homossexuais na natureza. Com alguns felinos (leopardos) e com diversos primatas.
Em 1999 um zoólogo canadense chamado Bruce Bagemihl publicou um livro chamado “Biological Exuberance” aonde retrata seu estudo e observações a respeito de mais de 450 espécies distintas. Diversas delas possuiam relações homo além da hétera. Outros estudos apontam que em algumas destas espécies (especialmente aves) as relações homossexuais são mais vantajosas para criação e cuidado dos filhotes, por exemplo. Levaria uns 40 posts para citar todos os estudos e observações feitas acerca de relações homossexuais na natureza – portanto aos curiosos e defensores desse argumento estúpido – google it.

4 – É uma doença e pode ser curada!

Essa é a mais hilária de todas. Já ouvi várias vezes pessoas com o papo “Awww tem uns estudos ai, que provam que é falta de “uma coisa” no cérebro da pessoa que deixa ela gay.” Gostaria que alguém que estivesse lendo isso e sabe de um estudo destes, me mostrasse. Sinceramente nunca vi, por mais que eu procure, alguma coisa que demonstre isso. Todos os estudos que conheço cairam por terra (especialmente os endócrinos, que algumas décadas atrás, acreditava-se ser hormonal). Alguns psicólogos (com a ajuda do sangue de cristo) se dizem capazes de “curar” um gay. Através de terapia, palavra de deus e…er…enfim, eles dizem ser capazes disso.
Vale ressaltar que o conselho federal de psicologia já se manifestou acerca desses “psicólogos” e condenou essa prática, por não existir NADA SÉRIO que comprove que homossexualidade é uma doença, tampouco algo passível de ser tratado.
Vai uma das fontes da notícia, para os mais céticos – aqui.

Bem isso cobre as principais argumentações que vejo rolando por ai…bem só falta agora usarem a física quântica para explicar por que ser gay é anti-material ou “prejudicial para o equilíbrio cósmico”. Estou ansioso para ouvir essa!

Anúncios
12
jun
10

Copa 2010

Olá a todos! Calorosas saudações para aqueles que tem saco e disposição para ler meus posts. A vocês o meu muito obrigado e voltem sempre! =)

Copa 2010! Awww Brasil! Vamos lá seleção! Trazer mais um título! Torceremos afoitos, vibraremos juntos, grande Brasil! Pátria amada e…

PORRA NENHUMA!

Eu mais queria que a copa se fudesse. Infelizmente isso não será possível, então basta eu ressaltar alguns pontos negativos acerca da copa. Os que mais me incomodam.

Brasileiro só lembra que é brasileiro de 4 em 4 anos. Em época de copa vemos as ruas abarrotadas de bandeiras de nosso queridíssimo país de terceiro mundo. Não temos educação decente, mas temos craques de ponta! Não temos hospitais suficientes, mas temos seleção! É por ai que funciona. Ok, até ai “tudo bem.”

O irritante é ter toda nossa rotina adaptada para a copa. Exemplo? Minha faculdade. Minha adorada faculdade adiantou todas as provas em 1 semana por causa da “copa”. Lhe pergunto, por que? Quem achar que ver o jogo do Brasil é mais importante que fazer uma prova, bom que se mate e tire zero. Acontece que esse raciocínio nem sequer passa pela cabeça de um reitor ou quem quer que seja responsável por essa mudança ridícula. Diversas turmas foram prejudicadas, perdeu-se aula de revisão e matéria. A nossa educação como se já não bastasse, boicotada o bastante e mais isso. O país do futebol.

Sem contar no bando de torcedores doentes e fanáticos que ficam “cornetando” ao longo do dia, não importa a hora. Vi num jornal um retardado achando que quanto mais cornetas soarem, maiores são as chances do Brasil ganhar “Pois eles vão ouvir a torcida que tem pra eles!” Certo! Som de cornetas serão fatores decisivos para marcarmos gols! Espero que Dunga tenha algumas junto aos reservas, pra eles ficarem cornetando em beira de campo, quem sabe assim o Brasil ganha.

Minha opinião? Eu quero mais é que o Brasil seja eliminado o mais rápido possível. Perca logo de cara. Volte para o Brasil com o rabo entre as pernas e essa porcaria de copa acabe (para nós pelo menos). Assim as coisas voltam a ser “normais”. Se bem que agora é meio tarde, já já começam as férias de meio de ano.

Nossa vida acadêmica já sofre com 3000 feriados e enforcamentos o suficientes. Mais a copa complica.

Mas que se dane isso. Afinal as pessoas querem mais é festejar, beber e assistir aos jogos. Quem sou eu pra reclamar? Criticar o futebol em um país como Brasil, feito de pessoas que pensam “redondo” seria no mínimo estupidez. É criticar Fidel em Cuba, a diferença que aqui não serei perseguido ou morto misteriosamente por tal. Pelo menos isso. Ufa!

Os custos para os Sul-Africanos foram gigantescos. Todos os estádios construídos superaram os preços iniciais de investimento, que irá somar no final aproximadamente uns 30 bilhões! Quase 5% do PIB sul-africano. Isso tudo só trará retorno a longo prazo (põe longo prazo nisso) com exceção dos estádios, que só irão gerar despesas de manutenção. Isso tudo num país com uma taxa de 20% de desempregados. Por mais que pareça ótimo “isso tudo tem de gerar empregos!” é pouco, diante do massivo investimento. Fonte -> aqui.

E o Brasil tá a caminho de ter a sua própia Copa. Com gastos previstos calculados em 11 bilhões e não há um consenso muito claro que isso será um bom investimento. Diversas variantes estão em jogo quando o assunto é medir “benefícios a longo prazo”. Creio eu, que já temos problemas demais, deficiências demais. Gastar dinheiro com algo assim, não deveria ser uma preocupação de um país de terceiro mundo. Enfim…

Bem, vejamos o que acontece nessa Copa. Para alegria de milhares de brasileiros, espero que minha previsão de que o Brasil perca logo esteja errada.

10
abr
10

Rio, chuvas e tragédia

Interrompo meu post sobre Chico e espiritismo, apesar dele estar em alta e bem pop (devido ao seu filme) irei falar de um assunto mais “pop” ainda. A tragédia que ocorreu no Rio de Janeiro devido as chuvas. Minto, devido ao despreparo e total descaso existentes nesta merda de estado. Copa? Olimpíadas? Hahahahahahahahahaha!

É bem sabido que em boa parte do Brasil, especialmente o Lixo de Janeiro, nada é feito para prevenir. Espera-se as piores das catástrofes ocorrer para remediar – nunca prevenir. As obras quando acontecem são super faturadas ou apenas suprem uma necessidade rápida do momento. Nunca prevenir um além.

São Paulo choveu durante 72 dias e segundo as fontes que consultei não houve nenhuma morte. A cidade aguentou. Rio de janeiro choveu uma semana. Morreram mais de 200 pessoas ao todo, com destaque para o trágico episódio do morro do Bumba em Niterói. Diversas casas construídas sobre um antigo depósito de lixo. Liberado pela prefeitura para construção a 25 anos atrás. Jorge Roberto ao ser indagado acerca disso “Eu não sabia disso…” – isso pois foi prefeito 3x já. Incrível. A ignorância lhe convém…

Antes que falem que foi “Deus” ou como adorariam sugerir os evangélicos mais fanáticos “Obra do diabo” a explicação pra tragédia do Bumba é bem simples – Irresponsabilidade humana e química. Os gases liberados pela decomposição do lixo, ficaram ali, por anos, sendo produzidos. Era uma espécie de bomba relógio. Devido as massivas chuvas, a água começou a infiltrar o solo e os gases a serem liberados. O gás era metano. Altamente explosivo. A hipótese de ter ocorrido uma explosão que gerou o deslizamento monstruoso é corroborado por depoimentos de diversos moradores, que afirmaram ter ouvido um estampido forte segundos antes da tragédia.

Não há deus que salve disso. Os bombeiros, esses sim, merecem os créditos pelos salvamentos. Não existem milagres. Existe trabalho duro e dedicação de vidas humanas em salvar outras. A estes homens que ainda se encontram no local trabalhando sem descanso, dedico este post. No final só podemos contar com aquilo que de fato nos é tangível. Não há forças “meta-físicas” operando neste momento.

Alguns depoimentos me chamaram atenção. Dois em especial, que vi na globo news. Uma senhora que estava calma e falou tranquilamente. A repórter havia perguntado se ela iria morar ali, mesmo depois daquilo. Ela respondeu mais ou menos assim “-Sim irei.  Sou daquelas pessoas antigas que acreditam em deus. Isso foi apenas um acaso.” Já o outro depoimento foi uma moça, que em prantos falava desesperada “O homem tem que parar de querer ser maior que deus! Tem que parar!

Não estou aqui para julgar, mas até que ponto vai a crença dessas pessoas? A mulher não ter escolha para onde ir é uma coisa, mas continuar a morar pois “acredita em deus” pondo sua vida em risco e dizer isso tranquilamente? Não sei por qual razão fiquei supreendido, visto que o raciocínio de homens bomba é muito mais assustador.

Sem falar nos arrastões que aconteceram em Niterói, no dia seguinte. A mídia toda acordou em dizer “Foram boatos!”, mas  ao meu ver, não. Creio que isso foi uma tentativa de abafar a fragilidade que essa porcaria de estado se encontra. Entregue, frágil e completamente perdido. Problema que dai cairei naqueles tortuosos caminhos que a “teoria de conspiração” levam.

Vejo a irresponsabilidade do estado (e de certa forma, nossa mesmo) ser abafada pelas diversas mobilizações de solidariedade. Assim vamos levando. Se acontecer uma outra tragédia, basta doar um quilo de feijão e arroz que tá tudo certo…

15
jan
10

Secularismo iminente

Olá a todos. Foi mal pelo meu desleixo com minha presença no blog. Não tenho justificativas, além da minha atual maré de “não ter o que falar”. Enfim…

Como sabido, ano passado um cidadão resolveu entrar na justiça por ter se sentido ofendido ao ver um crucifixo pendurado em uma repartição pública, questionando a laicidade do Estado. Após alguns meses finalmente o pedido foi indeferido pela juíza responsável em julgar o caso.

Bem a justificativa da juíza para sua sentença não foi absurda nem mesmo descabida, até entendo em boa parte. Quem quiser saber leia aqui. Que bom que não foi nenhuma justificativa fundamentalista com uma passagem bíblica sendo usada como justificativa! Ufa, considerando este país e como religião pode ser uma tremenda lavagem cerebral, não me assustaria nem um pouco.

Bem a questão que trago aqui são os argumentos levantados pelo lado teísta da polêmica. Uns padres disseram que isso era um ultraje com a população “cristã” do Brasil. Uh, ok eu acho. Outros que isso era meio caminhado andado para explodir o cristo redentor ou qualquer outro ponto turístico que possuam obras de cunho religioso. Absurdo. Alguns apenas disseram que sangue de Jesus tem poder! Após rodopiarem 10 vezes.

Alguns pontos que achei interessante, quanto a laicidade do estado – Abolir feriados religiosos (esse eu acho um ponto bem interessante, visto que temos DIVERSOS) e a remoção de “estudos religiosos” nas escolas. Devo dizer que essa segunda idéia é FENOMENAL.

Certamente que a remoção de aulas de religião no ensino fundamental/médio seriam um ótimo avanço em termos seculares. Colocando-se filosofia no lugar, preencheria-se tal “buraco” (não vejo aonde ficaria buraco, mas…) e ao invés de dizer que “Deus é a razão de tudo!” diria-se “O que é a razão?”. O quão importante é essa base filosófica na formação de um indivíduo – tanto para seu intelecto quanto para seu senso crítico – capacidade de problematizar conceitos.

Hoje em dia até vemos um desvencilhamento de escolas e religião. O surgimento de novas escolas, que se portam como uma empresa que prestam um serviço – educar seu filho em algumas esferas do conhecimento necessárias para um desenvolvimento intelectual e posteriormente profissional. Escolas tradicionais ainda carregam suas fundações teístas, visto que era muito comum essa associação algumas décadas atrás. Escolas como Salesiano (espalhada por todo Brasil) onde pelo menos quando eu estudei, teve-se aula de religião até o segundo ano. Impressionante.

Meu recente contato com filosofia me faz sentir a falta e a importância de tal base filosófica que tanto falo. Não falo somente pois quero adquirir mais conhecimentos e sou impedido devido a tal falta – falo da faculdade também! Com excessão (talvez, falo por pura ignorância) das áreas mais exatas, a capacidade de problematização de conceitos dentre outras coisas, é importantíssima. Olhe só um estudante de ensino médio que nunca teve contato com filosofia, caso resolva prestar vestibular para filosofia? Que abismo enorme terá de ser compensado rapidamente para que ele entre no ritmo acadêmico? Essa falha de nosso ensino (não só com filosofia, mas com áreas artísticas também) é deprimente.

Desviei-me do assunto, tenho noção disto. Tão somente, pois tal problema ao meu ver, é deveras preocupante. Voltando – apesar de ter certo fundamento a defesa da juíza, acho que orgãos públicos deveriam ser isentos de símbolos religiosos. Superar esse “escudo cultural” que foi levantado para justificar os crucifixos. “É como uma pintura, um quadro qualquer!” Não não é. O significado de uma cruz com jesus pregado, é bem mais amplo e não gera tanta polêmica quanto um quadro. Ao menos dentro de orgãos públicos, não digo em praças ou para explodir o cristo redentor (coisa de extremista. E olha que foi um religioso que levantou tal hipótese. Coincidência? Há de ser…)

Bem justiça foi feita (quão clichê soa isso!). Valeu a intenção do cidadão que entrou com a ação civil. Entendo seu lado, mas creio que o Brasil não está pronto para um secularismo de fato. Enquanto isso iremos mascarando nosso secularismo, ao dizer que “Laicismo não foi feito para repreender, e sim compreender!”. Lindo! Belo! Pena que tal frase seja usada de maneira tão errada.

14
dez
09

Globo – Além do cidadão Kane

Isso não é um post comum. Apenas resolvi postar este documentário que achei o link stream a pouco tempo.

Já o assisti a um tempo atrás e recomendo as pessoas. Este documentário nada mais nada menos, fala sobre a origem da Globo (a poderosa emissora/jornal). Suas origens e dá um background político da época que foi feito (1993). Inclui participação de pessoas como Chico Buarque e Leonel Brizola.

Obviamente este documentário foi proibido no Brasil por decisão judicial, mas a internet é um meio um pouco mais “livre” digamos assim. Feito pela BBC de Londres. Não tenho nem muito o que adicionar, quem se interessar segue o vídeo a seguir. Pretendo tecer comentários acerca do vídeo nos próximos posts. Ai vai.

Link direto para o video aqui.

02
dez
09

Dançarinas e cocaína

Hilário devo dizer. O motivo deste post foi uma piada feita pelo ator Robin Williams (que eu prezo muito pela sua capacidade de atuar, sem deboche) que supostamente foi tomada como ofensa real e verdadeira por metade dos brasileiros deste Brasil lindo e maravilhoso.

Quem não viu, veja –

As pessoas ficaram indignadas (com suas raras exceções). Eu achei a piada muito boa. Ótima. É uma piada estilo humor negro, ele foi sarcástico e extremamente cáustico. Adoro esse tipo de piada hehehehehehehe.

A questão que as pessoas levam como argumento é que isto é uma ofensa ao brasileiro. O Brasil tem pessoas sérias e trabalhadoras. Concordo. Temos muita gente séria aqui e não vivemos numa floresta, como a maioria das pessoas do mundo acredita.

Agora é inevitável a imagem do Brasil como o país da festa – corroborado pelos 3000000 feriados que temos e tudo é motivo pra micareta e samba. Mentira? Basta puxar o calendário e ver. Segundo – o tráfico de drogas que impera neste país, entrando por tudo que é canto e chegando aos grandes centros urbanos. Mentira? Vá ao Rio de Janeiro ou procure estatísticas no google. Notícias.

Fatores esses que tornam perfeito esses tipos de piada. Não condeno o Robin pela sua piada e reconheço um pouco o motivo para ele ter feito ela. Não estou dizendo que de fato o que fez o Brasil ser escolhido para sediar 2016 foi os motivos que ele afirmou, mas sei da onde ele tirou estes “motivos”.

Seria como, a grosso modo, dizer que se Chicago ganhasse “Aw, lógico que ganharam, se perdessem os EUA ameaçaria matar todos os juízes do cômite olímpico” já que tudo para os EUA é motivo de guerra (espero que não continue assim com o Obama.)

Engraçado como o brasileiro e os jornais (até a Globo fez juízo de valor desse evento, muito engraçado) demonstraram esse sentimento de “ofensa”. As verdadeiras ofensas ao brasileiro estão longe de estar nas piadas de Robin Williams. A política deste pais e seu pouco caso com tudo é onde reside o problema. Querem ver ofensas? Liguem um pouco na TV senado ou TV câmara. Sinceramente. Não entendi esse alarde todo da mídia e esse papinho ridículo de “ai que piada grosseira gente!“.

Não vejo problema algum, como brasileiro, em assumir que nosso país tem diversos problemas como tráfico e má gestão. Ser brasileiro é ser ignorante e achar que sua pátria é perfeita sempre? Ser patriota é defender seu país com unhas e dentes mesmo sabendo que ele é todo torto e errado? É mascarar a verdade em prol de um sentimento de “amor a pátria”? (me lembra até um certo fundamentalismo religioso) Isso não leva a lugar algum. Enquanto não vermos os problemas que esse país tem, jamais iremos saná-los. Essa mentalidade de “mexeu com a pátria é errado” é ridícula. “Futebol, pátria, religião e política não se discutem.” – > Discutem-se SIM!

Aposto que muita gente vai deixar de assistir filmes dele, só por causa disso. Hahahahahahaha, hilário. Mesmo.

16
nov
09

Totalitarismo gay?!

Olá pessoal. Recentemente visitando blogues aleatórios, me deparei com um post de um blog sobre “apologética cristã”. O post mencionava uma enquete que está acontecendo no site do Senado federal (link aqui) que consideraria homofobia crime. O que me chamou atenção foi o título e a defesa de um promotor de Justiça. A sua defesa contra a aprovação desta lei esta aqui. Venho ressaltar que alguns momentos de seu texto possuem certa lucidez, mas como de costume religião é mencionada. Curioso não? As vezes penso que as pessoas são preconceituosas pois na “bíblia” tá escrito que homossexualismo é errado. Se tirarmos a bíblia essas pessoas teriam de assumir que tem ódio de gays, por simplesmente ter. Pelo menos seriam menos hipócritas. Mais fácil falar que “a bíblia condena o gay, logo eu também” do que dizer “Eu odeio gays e ponto. Simplesmente, me incomodam.” Vai entender.

Bom, irei destacar algumas partes do que me incomodaram no texto do Promotor –

Agora, os defensores da causa gay, não satisfeitos com a propaganda massiva favorável à sua causa, tentam dar o golpe final nos seus opositores: levar à prisão quem ´ouse´ criticar a homossexualidade.”

Isso soa EXTREMAMENTE tendencioso. Colocando o movimento homossexual como algo maquiavélico e manipulador. O final  “…tentam dar o golpe final nos seus opositores…” foi completamente descabida e ao meu ver mostra a TOTAL PARCIALIDADE (de embasamento) deste promotor ao ser contra esta lei. Seria muito mais proveitoso e respeitável seu artigo se ele deixasse de lado suas opiniões e demonstrasse somente fatos. E quanto a crítica levar a prisão, ele está exagerando. Li uma boa parte do projeto de lei 122/2006. Ele incluirá algumas novas categorias em algo já existente. Logo abaixo retirei direto do projeto de Lei na íntegra.

Originalmente era -> “Art. 1º Altera a Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, definindo os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero.”

Com o projeto -> “Define os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero (NR)”

Se for assim, quero que retirem religião desse artigo. Senão teremos o “totalitarismo teísta” onde pessoas como eu, ateus, não terão liberdade de condenar pessoas que acreditam em Deus. Afinal o princípio é o mesmo. Não CONSIGO não ver um embasamento religioso para condenar a inclusão do homossexual nesta categoria. Talvez me falte uma percepção mais aguçada.

Voltando ao nosso ilustríssimo promotor –

“O artigo da lei em questão é manifestamente inconstitucional, pois viola flagrantemente a liberdade de pensamento e a liberdade religiosa (art. 5º, inc. IV, VI, VIII e IX da Constituição). Quem sabe se o próximo passo não será proibir a utilização da Bíblia, já que em uma passagem São Paulo recrimina a conduta de homens que se deitam com homens (1ª Coríntios 6:9)?”

Liberdade de pensamento/religiosa. Oras, se pastores quiserem agredir homossexuais deliberadamente, isto jamais poderia se constituir crime! Isso é apenas liberdade religiosa. Ele tenta demonstrar que o artigo é absurdo e usa o exemplo mais absurdo ainda da suposta proibição da bíblia. Uma tentativa de “Ei! Abram os olhos! O apocalipse se aproxima!” Poxa vida, qual a credibilidade de um artigo destes?

O resto que segue de sua defesa é extremamente tendenciosa e fora da realidade. Ter uma opinião contra gays é uma coisa. Socar um gay na rua por ele ser gay é outra. Esse tipo de agressão que estamos falando aqui. O promotor coloca como se você não gostar de gays fosse dar cadeia. Fala da nossa liberdade de expressão, mas até mesmo ela tem limites previstos pela lei, que quando extrapoladas constituem crimes. Isso já acontece. Problema é que agora será ampliado para um grupo que causa grande repulsa em grupos religiosos, logo tamanho alarde.

Acreditem esse projeto de lei não tornara o movimento gay em uma espécie de “religião” ou qualquer movimento super forte, como o promotor sugere. O preconceito ainda existirá e provavelmente só irá aumentar.

Bom, o projeto de lei esta aqui, quem se interessar leia. Não deixem opiniões embasadas por religião (detalhezinho, nosso estado é Laico, por incrível que pareça) ou distorções do entendimento do projeto.




Aterro Sanitário

Lixo da Vez - Ronaldo o FENOMENO?!

Oi, queria agradecer ao espaço cedido pelo amigo e também entusiasta da copa, Bocadoogro.
Vocês sabem que eu sempre fui brasileiro desde que nasci no Brasil. Gosto muito do brasil e vou curtir muito assistir a copa do meu telão de cinema na minha casa lá na europa.

Mas vim aqui para um assunto mais importante. Essa palhaçada toda de protesto a respeito de usar dinheiro da copa para fazer hospital. Amigo, repito e disse, não se faz copa com hospital! Precisamos de estádio. Esse dinheiro que foi pro estádio não iria para hospital. Se não fosse pela copa o estádio nem o hospital existiria.

Vocês reclamam de hospital, não entendo! Sempre que fico gripado ou preciso de médico o Sírio-Libânes tá lá de boa. Não entendo essas reclamações. Neste ponto eu apoio meu amigo Pelé, grande sábio. Vamos esquecer essas bobeiras e focar na copa.

Grande abraço para vocês, do Ronaldinho Fenômeno.