Posts Tagged ‘evolucionismo

11
fev
10

Perguntas e Respostas 3

Inspirado por alguns vídeos no youtube sobre o assunto, darei continuidade as perguntas e respostas!

12 – Se somos produtos da evolução por qual razão nós somos tão avançados em relação aos animais? Nós construimos coisas e possuimos conhecimentos avançados se comparados com qualquer outra espécie. Por que somos tão especiais? Não é claro que Deus nos fez de maneira privilegiada?

Somos? Quem disse que somos avançados em relação aos outros animais? Achar que somos especiais pois nosso intelecto é superior a outras espécies é um erro. Por essa mesma linha da raciocínio por que as girafas possuem pescoços tão maiores que os nossos? Por que um leão possui uma força física tremendamente maior que a nossa? Eles são especiais por causa disso? Acharmos que nossa inteligência nos torna especiais diante todas as outras espécies é um juízo de valor que nós fazemos acerca disto. Diversas espécies animais usam ferramentas e constróem coisas também (independente da complexidade do objeto) portanto não é exclusivo de nossa espécie tais capacidades.

13 – Se os animais evoluiram e nós viemos do macaco, por qual razão os macacos ainda continuam sendo macacos e não evoluiram e viraram humanos como nós?

Bom primeiro não viemos de um macaco e sim de um ancestral em comum com os macacos e outros diversos espécimes também. Segundo a evolução não é um escadinha onde temos um início e um objetivo final – assim que devemos ser! A evolução privilegia as mutações que forem pertinentes naquele meio – estou falando da seleção natural. Alguns ambientes serão mais propensos a sobrevivência de indivíduos rápidos. Outros inteligentes. Portanto quem disse que nós somos o que há de melhor em termos de evolução? Quem disse que os macacos estando como estão não são bem mais aptos a sobreviver do que nós? Poderíamos concluir que nossa inteligência é um produto péssimo, pois por um lado está nos levando a auto-destruição de nossa própria espécie. Evolução não é um processo onde se tem um final a ser atingido. Jamais poderíamos dizer que a espécie humana é o top em termos evolutivos e que naturalmente todos os macacos irão chegar lá.

14 – O experimento de Miller não prova que a vida surgiu do nada. Primeiro pois as condições atmosféricas da terra primitiva não foram reproduzidas fielmente (apenas algo que pensam ser o que era) além de algumas outras implicações científicas – inserir argumento/estudo aqui – logo como teria surgido a vida sem um Deus criador?

Sim, de fato não prova. Apenas demonstra de maneira satisfatória que a vida PODE SURGIR DO NADA! Por nada entenda-se não-vivo. Ele independente de conseguir recriar as condições da terra primitiva ou não, conseguiu gerar vida a partir da não vida. Ninguém disse que Miller solucionou a grande charada de como surgiu a primeira forma de vida, mas ele solucionou a pergunta de que não é necessário vida, para que surja vida. Ele conseguiu 13 dos 20 aminoácidos necessários para formação de proteínas.

15 – Então você acha mesmo que somos produtos meramente do acaso? Processos aleatórios que culminaram o que somos hoje? É sabido que a probabilidade do surgimento do DNA ou do genoma humano é ínfima. Não acha que é necessário um ser que controlasse esse processo afim de se criar vida?

Primeiro que se existe Deus criador comandando tudo, não existe evolução. Pois evolução não é um processo guiável com um objetivo final em mente, o Dawkins até brinca com isso intitulando o seu livro de o “Relojoeiro Cego”. Como possuimos muito mais evidências sustentando a evolução, logo Deus não manipulou processo algum e sequer sabemos se ele existe da fato. Segundo a evolução não lida com aleatoriedades, portanto cálculos matemáticos de probabilidade não fazem a menor diferença muito menos retratam a realidade. A evolução é um processo cumulativo e químico. Dawkins exemplifica isso de maneira a facilitar o entendimento – A evolução seria como tentar abrir um cofre que necessita de 6 digitos para abrir. Se formos tentar acertar a sequência numérica sem saber o número, iríamos tentar, tentar e tentar. Acontece que o cofre, assim que você erra um número, reinicia a sequência e você tem que tentar desde o início. Logo não admitindo erros, diminui ainda mais a chance por aleatoriedade de abrirmos o cofre. Na teoria da evolução seria diferente, como se cada vez que acertássemos um dos números do cofre, ele liberasse um pouco do dinheiro. Sendo assim os números já descobertos nos trariam recompensas e iríamos acumular nossos acertos. Agora imaginem milhares de pessoas tentando esses números do cofre? Seria tão ínfima assim as chances de se conseguir abrí-lo?

Devido ao tamanho das respostas, encerro aqui. Talvez continue no próximo post!

Anúncios
28
nov
09

“Teoria” Criacionista?! Putz…

Apesar da faculdade e todos os meus “mimimimimis” sobre estar ocupado, precisava abrir um espaço para comentar essa notícia. Ela não é atual, mas assusta igual. Link aqui. Reparem que esta notícia é do fim de 2008, mas assustadora.

A questão do “Criacionismo” ou Design Inteligente (como os teólogos mais refinados costumam chamar) é bem simples. Ela não constitui Teoria. Simplesmente pois suas afirmativas NÃO PODEM SER EVIDENCIADAS DE MODO SATISFATÓRIO.

“Deus criou o mundo.”
“Evidencie isso por favor.”
“Tá na Biblia!”
“Evidencie isso por favor.”
“Se não acredita problema é seu.”

Sinceramente que tipo de absurdo é esse? E eu achando que de fato o termo de M.N.I (Magistérios não Intercedentes) fosse algo respeitado pelos Criacionistas. De fato é quando bem interessa. Se a Ciência de fato pudesse evidenciar de maneira satisfatória a existência de um Deus COM CERTEZA os primeiros a usar destas, seriam os teólogos de plantão. Bom a questão não é essa.

Agora têm-se o criacionismo na pauta sob o ridículo argumento “…que há outra explicação, de fundo religioso, para a origem das espécies.” Gostaria de saber que explicação é essa? Simples. Deus criou tudo, pensou tudo, colocou tudo onde está e é isso. Simples.

A TEORIA da evolução de Darwin pode ser evidenciada de milhares de maneiras e não necessita de “fé” para ser validada. Pode ser explicada perfeitamente sem que o aluno “sinta o espiríto santo” ou qualquer sensação do gênero. Baseada em pesquisas e estudos e colocada a teste diversas vezes ao longo dos anos.

A começar que a única coisa que corrobora para o criacionismo a nível de evidências (bem duvidosa por sinal) é a Bíblia. Putz, como verificar a veracidade da bíblia? Deus falou diretamente com homens e eles sairam escrevendo? Qual a origem da Bíblia? Não foi sagrada, foi escrita por homens. Pois é! Homens que aceitaram o “senhor” como seu salvador.

Utilizadas por crianças entre seis e nove anos, a coleção se chama “Crescer em Sabedoria”. Na apostila de ciências, um dos itens recebe o título de “O Plano de Deus Para os Ambientes“.

Crianças de 6-9 anos. “Crescer em Sabedoria”. Sabedoria? Sabedoria é essa que ensina que a fé inabalável e indiscutível é uma virtude? Sabedoria que pega todo o método científico elaborado ao longo dos anos e joga fora. “Deus” e todos os dogmas católicos não podem ser evidenciados pelos métodos científicos. Escola não é lugar para se propagar a palavra das pessoas que dizem falar a palavra de Deus. Escola é o lugar onde devemos ensinar nossos filhos todo o conhecimento acumulado pela nossa humanidade em suas diversas áreas. Um lugar de conhecimento, questionamento e aprendizado científico.

Sinceramente acho no mínimo absurdo e lamentável. Se quer filhos religiosos, por favor leve-os a igreja todo domingo, ou procure uma catequese. Escolas ensinando religião e ELEVANDO (só com elevação divina MESMO) o “Criacionismo” a patamar de “Teoria”? Infeliz e completamente descabido.

Resumindo –

Evolucionismo – TEORIA. Quando uma hipótese científica acumula uma grande quantidade de evidências.

Criacionismo – CRENÇA. Acreditar em algo que não pode ser evidenciado de maneira alguma. Crer por escolha.

Acho que isso por si só já constitui uma explicação. Quem tiver dúvida procure o dicionário.

30
out
09

Memética e seus memes…

Olá a todos! Bem, como prometido irei falar sobre os tais “memes“, título de um dos meus posts atrás (alguns “scrolls” abaixo). Antes de mais nada um bom fim-de-semana e feriado para todos! Tendo desejado isto, vamos então.

Memes? Genes? Semelhança ou mera coincidência?

Pois é. Não é coincidência não. O termo “memes” surgiu de “genes“. Esse termo foi cunhado por Richard Dawkins, em seu Livro “O Gene Egoísta”. O meme funciona como um gene, só que ao invés de ser responsável por fenótipos, este seria responsável por nossas variantes culturais.

O meme se comportaria como um gene, mas do contrário do gene (que é uma sequência de DNA) o meme não tem sua exatidão física. Muitos autores se confundem. O meme existe apenas em nossos cérebros ou pode ser todo produto cultural? Ao pintarmos um quadro poderíamos conferir-lhe a atribuição de um meme? Afinal se o meme são nossas “características” culturais (assim como no gene, nossos genótipos que são passados adiante) por que não? Essa é uma das interrogações dessa teoria.

Mas afinal, pra que?

A teoria da memética, surgiu com o intuito de estender o evolucionismo de Darwin para a cultura. Uma forma de se aplicar os princípios de Darwin para nossas variantes culturais. Arte, religião, padrões de estética, línguas, etc todas seriam fatores meméticos portanto transmissíveis como características. A idéia da “herança” cultural, que para mim faz muito sentido. Claro que não me aprofundei na memética ainda. Estudei pouco sobre isso ainda, mas por hora me parece bastante interessante.

Como funciona?!

Bem essa parte é um pouco mais complicada. Irei explicar como entendi (ou seja, procurem por fontes mais confiáveis quanto a isso). A característica chave dos memes, é que são passados por imitação (do contrário dos genes, que é sexualmente). Se observarmos tendemos a imitar comportamentos e padrões existentes em nossas culturas. Isso seria como a memética funciona. A grande diferença do meme para o gene neste ponto, é que o meme não tem a precisão de replicação como o gene. Afinal o meme não é tão “mecânico” como um gene, podendo sofrer alterações com o passar do tempo (com muito mais facilidade e frequência que os genes), gerando as variantes culturais e peculiaridades (assim como no gene, as mutações acontecem, mas em menor frequência). Por exemplo se um cachorro perde uma das patas (isso “altera” o seu fenótipo, por assim dizer), mas ao se reproduzir essa informação não irá alterar o seu genótipo. Com os memes isso não acontece. Essas mudanças ocorridas afetam o que seriam seus “genótipos ” e “fenótipos” meméticos.

A memética é utilizada por Dawkins (e creio que mais alguns autores) para esboçar uma explicação para as crenças tão presentes em quase a totalidade das culturas existentes (desde as tribos que acham o fogo um deus, quanto as mais comuns no Brasil, como o cristianismo).

Um dos princípios da seleção natural, seria que características inúteis e irrelevantes para a sobrevivência humana, naturalmente seriam eliminadas ao longo do processo. Pois bem, na memética se aplicássemos a mesma lógica seria um sinal que as crenças não são tão inúteis como podemos pensar. Claramente, apenas uma teoria. Particularmente não consigo pensar no Evolucionismo de Darwin aplicado em sua totalidade a memética. Acho que algumas diferenças deveriam ser observadas e voltadas para o estudo em particular.

A memética possui um conceito mais amplo que o que eu acabo de esboçar aqui logicamente. Necessitaria de um bom aprofundamento neste assunto (pretendo pegar o Gene Egoísta de Dawkins) e tentarei aprofundar melhor a questão.

Deixarei em aberto, pretendo retornar a este assunto o quanto antes, achei muito interessante tal teoria! Abraços a todos e até breve!

26
out
09

Não pises nos meus memes…

Olá! Atualizando com um pouco de pressa. Tenho de partir rumo ao desconhecido e inóspito Rio de Janeiro com suas vielas e ruas tortuosas (ok, admito, sou um pouco doentinho hahahahahaha).

O título para muitos não fará o menor sentido, mas não se preocupem, em breve irei falar do que se trata esses tais “memes”. Aguardem. O post de hoje é para citar um vídeo, pequeno, sobre a teoria da Evolução ser um argumento contra o Teísmo. Apesar da teoria bater de frente com algumas idéias Teístas, não colocaria como o autor do vídeo o fez ao colocar no youtube, com o título ao meu ver completamente tendencioso. “A teoria da evolução prova que Deus não existe?” Não ela não prova, máximo que ela pode fazer é levantar evidências que levem a dúvida se existe ou não um Deus. Ponto. Vejamos o vídeo.

Infelizmente não consegui achar na íntegra esse vídeo nem a colocação de Christopher Hitchens a respeito da evolução e como funcionaria como argumento anti-teísta. Mas ao notar a resposta de William Lane Craig, notei algumas coisas que me deixaram intrigado. Os argumentos de sua resposta.

-Primeiro ele afirma que a idéia criacionista do mundo feito em 6 dias da gênesis e etc, NÃO É um componente necessário a fé Cristã. Isso realmente eu não entendi. Ele também afirma que a bíblia dá margem a diversas interpretações e que não necessariamente estariam ligada aos 6 dias como conhecemos. Os dias “daquela” época poderiam durar 200 horas como temos hoje e não 24h(essa parte eu entendi). Então qual seria a função de parte da gênesis, diga-se de passagem uma das mais importantes (a origem do mundo que vivemos)? Essa parte soa absurda logo pode ser descartada?

-Segundo ele afirma que as chances de em termos evolutivos o surgimento do genoma humano (e usa dados de dois físicos citados) é tão ínfima e improvável que “literalmente isso é um milagre logo Deus existe”. Discordo e acho que a colocação do termo “milagre” foi infeliz. Mesmo. Milagre por definição seria um “Fato sobrenatural oposto as leis da natureza” (definição do dicionário). Pois bem, não consigo ver como improbabilidade possa virar milagre. Não consigo ver também aonde a teoria da evolução de Darwin é “sobrenatural”. Do pouco que sei ela pode ser chamada de improvável, mais milagrosa? Acho que William forçou a barra exageradamente.

Se formos brincar com improbabilidades, posso usar uma pá de exemplos simples do dia-a-dia, mas que de certa forma retratariam a improbabilidade. Ser atropelado por um carro ao andar pela rua? Achar uma nota de 100 reais no chão? Ganhar na Loteria (essa então é bem absurda hehehehehe)? Vencer um sorteio? Tomar um bala perdida em um engarrafamento?

Apesar destes exemplos não estarem próximos matematicamente da improbabilidade do evolucionismo, eles possuem margens pequenas de acontecer no geral. Deveríamos então classificá-los como milagres? Então toda semana quase temos milagres na loteria. Sei que meus exemplos são parcos, mas o meu ponto é que improbabilidade NÃO constitui milagres.

Por final, sua conclusão final que os naturalistas e ateístas se apoiam na teoria do Evolucionismo como verdade. Ele até passa uma impressão de pouco desespero quando afirma “Não importa como…ELA TEM QUE SER VERDADE!”(supostamente imitando um Naturalista ou Ateu afirmando isso). Bem discordo de novo. Eu pelo menos não afirmo que Darwin é verdade absoluta e sou Ateu. Simplesmente acho sua teoria (pretendo estudá-la mais) satisfatória em diversos aspectos. Muito mais satisfatória do que recorrer a um Deus criador de tudo e manipulador de todas as constantes universais para que assim pudéssemos vir a existir. Isso para mim seria MUITO mais improvável que o surgimento do genoma humano. Pois além de tudo teríamos que calcular a probabilidade de um super ser, dotado de tamanhos poderes existir.

Bem, me estendi mais do que devia. Abraços a todos!

14
out
09

Darwin Versus Deus

Apesar do título chamativo e sugestivo, esse post nada mais do que irá falar um pouco de Criacionismo (ou design inteligente, sua mais nova roupagem) Versus Evolucionismo. Sei que estou topando num assunto deveras polêmico e cheio de brigas.

Bem a maioria das pessoas sabem do que se trata o Evolucionismo, seleção natural de Darwin. Conceito amplamente difundido (nem sempre corretamente) em aulas de biologia do ensino médio. Não irei entrar em detalhes o que são as teorias de Darwin. Só quero ressaltar que Darwin NÃO dizia que o homem veio do macaco e que as coisas complexas existentes em organismos NÃO eram geradas ao acaso, como algumas pessoas entendem. Tendo isso dito, falarei um pouco do Design Inteligente. Bem o Design inteligente procura justificar que todas as coisas foram criadas do jeito que já conhecemos. Um criador inteligente (e teria que ser no mínimo SUPER COMPLEXO) gerou tudo o que conhecemos. Devo assumir que a teoria da evolução das espécies de Darwin foi um golpe forte nos criacionistas. Onde tudo era “Um criador inteligente (Deus)” virou seleção natural/evolução.

Ainda sim, mesmo com o estudo de Darwin é usual encontrarmos o termo “O Deus das Lacunas”. Deus das lacunas devido a algumas lacunas deixadas pelo darwinismo (que de acordo com Dawkins, estão diminuindo com o passar do tempo, possivelmente chegando a um ponto onde Deus já não teria mais espaço). Logicamente os teologistas mais incisivos juntamente com alguns outros cientistas estão atrás de furos da teoria de Darwin. Um argumento muito comum e creio que ainda não 100% refutado é o princípio da Irredutibilidade. Orgãos super complexos que sem uma estrutura que os compõem perdem sua utilidade. Em outras palavras, orgãos que possuem uma função devido a sua complexidade, portanto de acordo com Darwin, tais orgãos passaram por um processo gradativo até atingir tal complexidade. O design inteligente, afirma que um “meio” olho ou uma “meia” asa não teriam função alguma se não completas como as conhecemos.

Bem em “A Escalada do monte improvável” Dawkins faz uma parábola de uma montanha. Um lado é íngreme e super difícil de escalar, porém o caminho até o topo é menor. O outro lado é mais ameno, mas tortuoso levando bem mais tempo para se atingir o topo. Dawkins brinca dizendo que os criacionistas tendem a pensar num salto do pé da montanha até o topo, enquanto o darwinismo pega o lado tortuoso e lento. Neste mesmo livro temos 2 capítulos inteiros (um para cada) explicando como um “meio” olho era possível e uma “meia” asa também.

Entrarei em mais detalhes sobre Darwinismo a medida que aprender mais sobre. Darwin afirmou, (não com essas palavras) que seu estudo iria ruir se conseguissem achar e provar um organismo/orgão/estrutura que não tenha sido sujeito a gradativa mudança/evolução. Bem todos os encontrados até hoje não foram fortes o bastante para sobreviver a análise científica. Mesmo os sem “resposta” científica não excluem totalmente a hipótese da evolução progressiva (caso contrário, já teríamos teólogos afoitos e notícias nos jornais dizendo “E Darwin estava enganado!”)

É. Darwin continua firme e forte.

Obs: Deixei em aberto, pretendo voltar a esse assunto em breve!




Aterro Sanitário

Lixo da Vez - Ronaldo o FENOMENO?!

Oi, queria agradecer ao espaço cedido pelo amigo e também entusiasta da copa, Bocadoogro.
Vocês sabem que eu sempre fui brasileiro desde que nasci no Brasil. Gosto muito do brasil e vou curtir muito assistir a copa do meu telão de cinema na minha casa lá na europa.

Mas vim aqui para um assunto mais importante. Essa palhaçada toda de protesto a respeito de usar dinheiro da copa para fazer hospital. Amigo, repito e disse, não se faz copa com hospital! Precisamos de estádio. Esse dinheiro que foi pro estádio não iria para hospital. Se não fosse pela copa o estádio nem o hospital existiria.

Vocês reclamam de hospital, não entendo! Sempre que fico gripado ou preciso de médico o Sírio-Libânes tá lá de boa. Não entendo essas reclamações. Neste ponto eu apoio meu amigo Pelé, grande sábio. Vamos esquecer essas bobeiras e focar na copa.

Grande abraço para vocês, do Ronaldinho Fenômeno.