Arquivo de março \23\UTC 2011

23
mar
11

6 dicas para o “bom design”

Lá vão 6 dicas TOP DE LINHA para um bom design. Um design jovem, arrojado, despojado e desprovido de quaisquer apegos por grids, alinhamentos, composições, pesos e etc.

Deixe o design fluir : seja criativo!” – Autor desconhecido

1 – Degradê all the way!

Logicamente ao desenvolvermos peças publicitárias gráficas devemos nos preocupar com algumas coisas básicas como contraste, mensagem, forma, cores e etc. Eficiência da mensagem transmitida, tempo de assimilação, simplicidade (no caso de mídias dinâmicas ou seja, mídias em que o receptor tem poucos segundos de atenção para olhar).

Trabalhar com 2 cores contrastantes pode ser bastante eficaz para causar uma fácil assimilação de uma forma simples a ser divulgada. Uma mensagem de captação rápida…mas perai…2 coreszinhas só? Assim, chapadas…aw…não…fica muito sem graça.

Negócio é COLOCAR AQUELE DEGRADEZÃO MESMO! O mais bacana que o limite é sua CRIATIVIDADE! Alguns softwares permitem combinação de diveeeeeeeeersas cores em apenas um degradê! É o arco-íris! Se seu trabalho tá muito simples e eficiente demais em transmitir a mensagem, não hesite – DEGRADÊ NELES!

2 – Figura e fundo

Gestalt e sua vasta teoria acerca dos estudos da percepção humana. O contraste de formas e figuras, planos diversos. Planos de fundo que possuem uma função de contraste e facilitam a fazer com que a mensagem principal obtenha maior destaque. Acontece que dai…pô…dá pra melhorar…e dá! Método infalível de agregar valor artístico infinito aos seus trabalhos e provocar suspiros em seus clientes “Pow! Agora ficou XOU LESKE! Aprovei!

Pegue figuras geométricas ou ferramentas de vetorização. Construa formas aleatórias. Coloque opacidade nelas, cerca de 15% apenas, para que fiquem como marcas d’agua. Repita elas aleatoriamente (não pode seguir nenhum tipo de equilíbrio ou linhas-guia – isso é coisa de quadrado!) e pronto! Terás um plano de fundo abstrato e lindo! Com sorte ele será tão chamativo e competirá com a mensagem principal da peça gráfica! \o7

3 – Elementos de apoio geométricos

Pô cara! Tá ligado naquele movimento lá quadradão assim…tipo assim, todo pontudão, mó capitalista do design suiço…aquela paradinha lá…aquele trocinho…pow funcionalismo e tal…pow cara, muito nada a ver…assim a parada era pá, quadrada véio! Moh nada a ver…muito do tipo…tá ligado né?

Então não seja quadrado. Elementos de apoio para uma logomarca ou texto podem ser usados, mas nada muito geométrico não…pois isso não é jovem, não é legal e tipo…sei lá, tá ligado? Pow se for pra fazer quadrados eu mesmo vo lá é faço. Quero ver uma parada maneira, cheia de curvas e MUITA complexidade. Tá ligado?!

4 – Alinhamentos, equilíbrio e grade

Pfffffff! Isso só limita. Só serve pra te deixar preso a normas capitalistas. Te transforma numa máquina de fazer design nada criativa. Jogue isso fora! Seja livre. Nada melhor que colocar sua logomarca e dai de repente aquele texto assim, logo abaixo com a fonte umas 20x maior que sua logomarca, trazendo todo o destaque para aquela informação totalmente secundária.

Por exemplo – um cartaz de um mercado que vende coisas online. No banner coloca-se no topo o logotipo da empresa e logo abaixo bem maior “PRODUTOS DE QUALIDADE”. Sacou? Dai pow, tipo assim, você vai estar INCONSCIENTEMENTE DE MANEIRA SUBLIMINAR que seu mercado é o melhor e que é o que as pessoas, tipo, vão querer consumir. Muito da horinha isso.

5 – Briefing

Mais uma das coisas do design capitalista sistemático. Esse lance de construir perguntas, procurar ver o ponto de vista do cliente, construir diretrizes afim de conseguir solucionar o problema (com o design) apresentado pelo cliente e tentar extrair o máximo possível de informações acerca do que deseja ser construído…é coisa que professorzinho do governo quer que você acredite! É!

Mermão, lance é chegar assim pro cliente, tá ligado e pá…sentir a VIBE do cara…aquela parada assim de alma, sacoé?! Então…dai tu entra assim na parada e já saca o que o cara quer véio. Sem mistério. Tranquilaço leske!

6 – Manual de identidade visual.

É o caralho. O negócio é ser criativo.

23
mar
11

Dark side of the moon

“MOON. GLORIOUS MOON. FULL, FAT, REDDISH moon, the night as light as day, the
moonlight flooding down across the land and bringing joy, joy, joy. Bringing too the full-throated
call of the tropical night, the soft and wild voice of the wind roaring through the hairs on your arm,
the hollow wail of starlight, the teeth-grinding bellow of the moonlight off the water.


All calling to the Need. Oh, the symphonic shriek of the thousand hiding voices, the cry of the Need
inside, the entity, the silent watcher, the cold quiet thing, the one that laughs, the Moondancer. The
me that was not-me, the thing that mocked and laughed and came calling with its hunger. With the
Need. And the Need was very strong now, very careful cold coiled creeping crackly cocked and
ready, very strong, very much ready now—and still it waited and watched, and it made me wait and
watch.”

De Jeff Lindsay, “Darkly Dreaming Dexter” – 2004

Em prol da grande lua que tivemos esse fim de semana. =)

21
mar
11

Diálogos #1

– A alma existe? Vida após a morte?

– Não, lógico que alma existe. Temos vida além desta aqui sim.

– Eu não acho…

– Como não? Então explica por que eu nasci com uma ótima vida e pessoas morrem de fome ou nascem miseráveis? Isso seria injusto.

– Hã? E quem disse para você que o mundo tem de ser justo?

-…

16
mar
11

Troll face

“Maria Bethânia poderá ter 1,3 milhões de reais para criar blog de poesia”

Problems?

14
mar
11

Pacman

Poster A4 feito por mim. Tive uma idéia com o jogo Pacman e resolvi desenvolver um poster.

Inspirações óbvias – construtivismo russo/Bauhaus.

 

13
mar
11

Time

Today is the most important day on our Estate. The day of the execution most antecipated in all those years since the death penalty came through. We will cover the event with details. Stay tuned with us for furt *…*

I had no reason to stay tuned. It was over. Nothing they could say or add on television would be helpful. Probably they made some big history up. A fancy tragic one so they could sell for some serious money. Funny. It´s all about me and I won´t receive a single coin from it…what a shame.

After 16 years since my first kill I was finnaly caught. Here I am. Death row. Went on trial and confessed my 248 victims. Quite a portfolio I´ve made.

It´s irrelevant to explain how I´ve managed to get caught. Quite late for that.

– Convict. It´s time. Would like to see a priest and do your final prayers?

– No use. If god ever exists he knew what I did all those years. Maybe he probably enjoyed most of it.

– I can´t believe it…god have mercy on your soul.

As we walk towards my certain doom the time seems to slow down…10 yards corridor turn to be 300 yards. Hard to explain why i am feeling so dull…numb. Maybe I can´t feel what I was supposed to feel right now. Regret, fear, sorrow…anything like that.

Here i am. The bed is up ahead. Where they will tie me up so I can get those lethal injections. 3 simples steps. First some sort of numbing substance. Second one to stop my breathing and…forgot the third one. Guess I will find out on my own.

After they tie me up a window open. They said that once, people would come to see my execution. I don´t mind really. All I ever wanted was to be myself in front of everyone. Now i´ve blew everything up, no point in hiding. I will give myself that…at least.

My sister…she´s there…wha-at…? Why she would be here…I…no…

She´s looking at me…with such compassion on her eyes…sorrow…rage…a mixture…beyond my comprehension…i had no intent to bring that on her…

Her face…devastated for the last months since i´ve got busted. What have I done? I deserve to be on that bed…but she does not deserve to watch this…

No use…it´s late…I am so tired…maybe death can mean some rest…peace…I don´t know…

– Any last words? We are about to start. Do you want any explanations? I can explain what will happen with you, if that brings any comfort.

– No…just tell…Sister…I am sorry. I could not control it…

– Very well. Let´s begin.

It´s it. I have a few seconds left…I can feel the needle sting…that sensation…numb…I can…what is that…

My dad…he´s sitting on the corner of the room…with a sad glance…perhaps he´s feeling guilty…he knows that we know who he was…like me…he knows he made me that way…he…

The second sting. I can´t breath…its hard to…I…

No matter how much you aprecciate life…you will always hunger for more when facing certain death…I´ve got no regrets…

Time to close my eyes…peacefully…

Time to let it go…slowly…

Time to end it.

Time.

It´s official. The most savage serial killer of our history died today, by 3 lethal injections, at 9:45 pm. Coming next details of his life, family, history and child*…*

Bem que gostaria que a série Dexter terminasse assim. =)




Aterro Sanitário

Lixo da Vez - Ronaldo o FENOMENO?!

Oi, queria agradecer ao espaço cedido pelo amigo e também entusiasta da copa, Bocadoogro.
Vocês sabem que eu sempre fui brasileiro desde que nasci no Brasil. Gosto muito do brasil e vou curtir muito assistir a copa do meu telão de cinema na minha casa lá na europa.

Mas vim aqui para um assunto mais importante. Essa palhaçada toda de protesto a respeito de usar dinheiro da copa para fazer hospital. Amigo, repito e disse, não se faz copa com hospital! Precisamos de estádio. Esse dinheiro que foi pro estádio não iria para hospital. Se não fosse pela copa o estádio nem o hospital existiria.

Vocês reclamam de hospital, não entendo! Sempre que fico gripado ou preciso de médico o Sírio-Libânes tá lá de boa. Não entendo essas reclamações. Neste ponto eu apoio meu amigo Pelé, grande sábio. Vamos esquecer essas bobeiras e focar na copa.

Grande abraço para vocês, do Ronaldinho Fenômeno.