08
fev
11

Traduções #6 – Olá! Sou um serial killer!

Acho que…eu nunca me apresentei.

Olá, meu nome…bem, acho que não é uma boa idéia. Melhor ficar escondido. Anônimo. Cuidado nunca é pouco.

Não sou normal nem padrão. Tenho necessidades peculiares.

Como pode ver…diversas pessoas tem suas próprias necessidades. Elas são diferentes e únicas, mas eu…diria…único jamais descreveria isso.

Eu tenho essa necessidade…um impulso. Algumas pessoas precisam comprar coisas, beber coisas, usar drogas, sexo, malhar…e essa lista continuaria eternamente. Todos tem necessidades. Algumas fisiológicas. Corpo sobre mente, compreende?

Já eu por outro lado…preciso…matar. Eu tenho esse impulso, uma memória lá no fundo do meu cérebro danificado. Já fiz uma tomografia uma vez e eu tenho alguns problemas em certas áreas, que por uma questão de auto-preservação, não direi.

Esse é meu problema e solução. Enquanto viver em sociedade, com regras e leis, eu não posso satisfazer meus impulsos e falar para todos a respeito deles. “Ei, ai vai o cara que mata pessoas por hobby. Jogamos futebol toda sexta!” Jamais daria certo.

Então eu me escondo. Finjo, sou o cara “normal”. Ninguém nunca notou quem eu sou. O verdadeiro eu. Que fique assim.

Eu não sei se algum dia meu cérebro danificado permitirá que eu sinta algo. Emoções. Conectar-me com alguém. Espero ansioso por isso.

Enquanto isso…irei fazer o que faço. Matar.

Prazer. Sou um assassino em série.

Anúncios

0 Responses to “Traduções #6 – Olá! Sou um serial killer!”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Aterro Sanitário

Lixo da Vez - Ronaldo o FENOMENO?!

Oi, queria agradecer ao espaço cedido pelo amigo e também entusiasta da copa, Bocadoogro.
Vocês sabem que eu sempre fui brasileiro desde que nasci no Brasil. Gosto muito do brasil e vou curtir muito assistir a copa do meu telão de cinema na minha casa lá na europa.

Mas vim aqui para um assunto mais importante. Essa palhaçada toda de protesto a respeito de usar dinheiro da copa para fazer hospital. Amigo, repito e disse, não se faz copa com hospital! Precisamos de estádio. Esse dinheiro que foi pro estádio não iria para hospital. Se não fosse pela copa o estádio nem o hospital existiria.

Vocês reclamam de hospital, não entendo! Sempre que fico gripado ou preciso de médico o Sírio-Libânes tá lá de boa. Não entendo essas reclamações. Neste ponto eu apoio meu amigo Pelé, grande sábio. Vamos esquecer essas bobeiras e focar na copa.

Grande abraço para vocês, do Ronaldinho Fenômeno.


%d blogueiros gostam disto: