01
fev
11

Traduções #4 – Pesar

É difícil ser “eu”. Desafiaria qualquer um a tentar ser “eu” por um dia. Um dia.

24 horas vazias.

Sem sentimentos, incapaz de se conectar com qualquer um, tendo que fingir emoções. Até o menor dos sorrisos pode ser bem difícil de sair algumas vezes.

Você sabe como é ser assim? Um zumbi. Como um corpo andando com parte do seu cérebro funcional. A parte lógica. A outra parte está morta. Como eu.

Ninguém pode ver quem eu realmente sou. Eu não posso mostrar a eles. Meu verdadeiro eu. Minha escuridão, meu vazio.

Eu nunca me importei com isso antes. Eu estou bem sozinho. Estava…até agora…

Ela me viu. Viu minha escuridão. Eu deixei-a vir…me abri…deixei ela entrar…ela aceitou isso. Em nenhum momento ela deu as costas para mim. Ela conseguia penetrar nessa escuridão…ser parte dela.

Agora ela se foi. Em uma poça vermelha de sangue…coberta pelo seu próprio sangue…eu…eu não pude parar…eu era…eu…eu sinto muito…

E o pior de tudo…não é o fato dela estar morta por minha culpa…é esse…vazio…

Eu não sinto nada…até meu pesar é falso…eu simplesmente não posso…

Quando eu serei capaz de sentir algo?! QUALQUER COISA?!

Algum dia eu irei acordar…deste sonho sombrio…?

Eu vou…?

Anúncios

0 Responses to “Traduções #4 – Pesar”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Aterro Sanitário

Lixo da Vez - Ronaldo o FENOMENO?!

Oi, queria agradecer ao espaço cedido pelo amigo e também entusiasta da copa, Bocadoogro.
Vocês sabem que eu sempre fui brasileiro desde que nasci no Brasil. Gosto muito do brasil e vou curtir muito assistir a copa do meu telão de cinema na minha casa lá na europa.

Mas vim aqui para um assunto mais importante. Essa palhaçada toda de protesto a respeito de usar dinheiro da copa para fazer hospital. Amigo, repito e disse, não se faz copa com hospital! Precisamos de estádio. Esse dinheiro que foi pro estádio não iria para hospital. Se não fosse pela copa o estádio nem o hospital existiria.

Vocês reclamam de hospital, não entendo! Sempre que fico gripado ou preciso de médico o Sírio-Libânes tá lá de boa. Não entendo essas reclamações. Neste ponto eu apoio meu amigo Pelé, grande sábio. Vamos esquecer essas bobeiras e focar na copa.

Grande abraço para vocês, do Ronaldinho Fenômeno.


%d blogueiros gostam disto: