08
nov
10

Crenças

Desculpem. Sumi. Sumi mesmo, mas estou bem. Vida seguindo e ando muito bem obrigado.

Constantemente venho pensando sobre a idéia de ateu. Do descrente, do que acredita só em dinheiro ou daquele que não acredita em nada. Infelizmente todas as definições anteriores estão equivocadas e são extremamente preconceituosas. Ateus não são pessoas livres de crenças.

Você pode ser Ateu e acreditar em Tarot. Seria incoerente, mas não arruinaria sua definição ateísta, visto que ateus são aqueles que não crêem em deuses e PONTO.

Eu por exemplo possuo diversas crenças. É, do ponto de vista científico, da definição de crença, eu possuo diversas.

Não acredito em:

– Deuses ou quaisquer mitos semelhantes. Santos se incluem aqui também assim como espíritos.

– Sobrenatural ou milagres.

– Sorte ou azar.

– Pseudociências. Coisas ou imbecilidades que se apoiam em explicações pseudo-científicas para embasarem sua veracidade. Ex: Pulseiras do poder, anéis que dão sorte, tratamentos “alternativos” médicos e etc.

Coisas que ACREDITO (por acredito, digo que apenas acredito, mesmo sem evidências fortes em alguns casos) :

– Amor.

– Pessoas.

– Sentimentos. Tanto na bondade quanto na maldade do ser humano.

Falando em crença no ser humano, vi agora pouco no jornal, um casal de idosos canadenses que ganharam na loteria. Ganharam cerca de 11 milhões de dólares, mas simplesmente doaram todo o dinheiro. Doaram para hospitais, escolas e instituições de caridade. Pois simplesmente sabiam que aquele dinheiro na idade deles não faria a menor diferença.

Ao invés de morrer e deixarem o dinheiro para filhos ou netos se matarem pra saber quem fica com mais, fizeram algo muito nobre e útil com ele. Irão beneficiar centenas de crianças nas escolas e pesquisas em hospitais. Que prova maior de crença no ser humano eles poderiam dar? Fiquei muito admirado com o ato e pensar que esse tipo de pessoas ainda existem. =)

Ter crenças é algo normal em todos nós. Uma coisa que eu definitivamente não tenho é idolatria. Isso jamais. Idolatrar algo ou alguém, de maneira fervorosa e doentia. Um fenômeno muuuuuito comum, especialmente em adolescentes Emos que escutam NxZero ou Restart e ao estarem na presença dos membros da banda entram em completo desespero. Outro infeliz exemplo disso são os marmanjos doentes por seus times de futebol…esses são os piores.

Quer exemplo? Hoje no record notícias, juntamente com essa dos idosos, um rapaz de Pindamonhangaba (interior de SP) se disfarçou de policial pra tentar invadir o Copacabana Palace e conseguir ingressos dos seus ídolos daquela porcaria de filme de vampiros. Lixo Nova. Tudo que ele conseguiu no final foi um autógrafo do delegado na ficha criminal dele. Bacana não?

Robert “Edward” Pattinson ficou como? Imagino a cara que ele fez quando soube disso…

Uh…tanto faz, ele só tem uma expressão facial mesmo.

Anúncios

1 Response to “Crenças”


  1. novembro 8, 2010 às 1:31 pm

    como moradora de Pindamonhangaba sou impelida a nao gostar disso.Podia falar que o cara era gaucho né, pow.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Aterro Sanitário

Lixo da Vez - Ronaldo o FENOMENO?!

Oi, queria agradecer ao espaço cedido pelo amigo e também entusiasta da copa, Bocadoogro.
Vocês sabem que eu sempre fui brasileiro desde que nasci no Brasil. Gosto muito do brasil e vou curtir muito assistir a copa do meu telão de cinema na minha casa lá na europa.

Mas vim aqui para um assunto mais importante. Essa palhaçada toda de protesto a respeito de usar dinheiro da copa para fazer hospital. Amigo, repito e disse, não se faz copa com hospital! Precisamos de estádio. Esse dinheiro que foi pro estádio não iria para hospital. Se não fosse pela copa o estádio nem o hospital existiria.

Vocês reclamam de hospital, não entendo! Sempre que fico gripado ou preciso de médico o Sírio-Libânes tá lá de boa. Não entendo essas reclamações. Neste ponto eu apoio meu amigo Pelé, grande sábio. Vamos esquecer essas bobeiras e focar na copa.

Grande abraço para vocês, do Ronaldinho Fenômeno.


%d blogueiros gostam disto: