16
set
10

top 10 jogos – Parte 1

Seguindo a linha de “os melhores de todos os tempos”, resolvi fazer um top 10 dos melhores jogos que ja joguei até hoje. Não é segredo pra ninguém que me conhece, que jogos façam parte de meu lazer e paixão. A lista obviamente, contou com quase 20 jogos, dai fui obrigado a separar por categorias e ir eliminando. FPS/Ação Terceira Pessoa dominavam a lista, cortei então os que possuiram um maior valor pra mim e montei o top 10.  Serão 3 jogos por post e um especial para o primeiro lugar. Vamos lá!

10 – Diablo 2

Diablo 2, quem não conhece? Um RPG feito pela Blizzard, em meados de 99-2000. Fui viciado neste jogo por quase 1 ano e meio na battle net (sistema de jogos multiplayer, da blizzard) onde até 8 jogadores poderiam se juntar para jogar juntos ou duelar (os famosos PvP).

Diablo 2 foi uma reformulação de Diablo 1, mantendo sua mecânica, mas adicionando complexidade ao jogo e ao seu sistema em geral. O jogo (com a expansão) possuia 7 classes únicas, cada uma com 3 árvores de talentos. Possibilitando uma quantia monstruosa de “builds” (termo usado para designar a construção de um grupo de talentos e itens). Isso dava uma dinamismo sem igual no PvP, ao meu ver, o grande diferencial de Diablo 2. Seus “MF runs” (matar chefões repetidamente utilizando itens que aumentavam a chance de obter itens mágicos/raros/únicos) e os trades eram o grande marco do jogo.

Barganhas e procurar sempre o melhor negócio, neste ponto, a economia do Diablo 2 era sólida e bem sustentada. Para os que não conhecem, recomendo, pode ser achado por menos de 50 reais tanto o jogo quanto sua expansão e a battle.net continua firme e forte com patches e atualizações para o jogo. Dedos cruzados e paciência, Diablo 3 está a caminho! \o/

9 – Doom

Doom não foi o primeiro no gênero FPS, mas com certeza é a referência em FPS no mundo dos jogos. Criado em 1993 pela pequena equipe da Id Software, Doom foi um estouro em termos de sucesso e propagação pelos computadores da época. Já ouvi dizer em uma pesquisa dessas da vida, que na época haviam mais máquinas rodando Doom que Windows.

O jogo sangrento até dizer chega, conta a história de um soldado (fuzileiro espacial) que é enviado para uma colônia em Marte, onde a comunicação foi supostamente cortada. Chegando lá, a base está tomada por demônios e bichos estranhos. Após limpar o primeiro episódio, o soldado descobre que está preso e precisa enfrentar mais hordas demoníacas no segundo episódio entitulado “O cais do inferno”. Enfrentando o segundo episódio, ele descobre um meio de retornar a terra, mas tem um problema – ele precisa passar direito pelo inferno para chegar lá! A aventura fecha com o episódio 3 – Inferno.

Armas espetaculares (BFG 9000, sem comentários) e monstros bizarros (cyberdemon é bem assustador, especialmente o som de seus cascos andando) povoam o mundo de Doom. Doom obteve diversas continuações, como Doom II, Ultimate Doom, Final Doom (TNT & Plutonia) e por fim Doom 3 e Doom 3 Ressurection of Evil (expansão). Ao que tudo indica, Doom 4 está em produção. No que depender da ID Software a matança correrá solta por um bom tempo ainda…

8 – Carmageddon – Carpocalipse Now

Sangue, pneus e aniquilação! Palavras chaves no melhor jogo de corrida já feito, Carmageddon! Chegar em primeiro lugar e ganhar um troféu? Ganha o melhor piloto, aquele que dirigir melhor e aproveitar o motor do carro melhor possível? ERRADO! Ganha quem sobreviver!

Sim! Carmageddon permitia 3 modos distintos de se completar corridas : 1 – Matando todos os pedestres no mapa, 2 – Explodindo o carro de seus oponentes e 3 – Passando pelos checkpoints e completando todas as voltas. Obviamente que ninguém tá nem ai para as voltas. Com mapas gigantescos, onde a pista é o que menos importa, o que divertia de verdade era explorar o mapa e sair atropelando tudo que se movia.

Época boa, onde os jogos de computador não sofriam proibições ridículas e descabidas, por supostamente estarem influenciado as crianças a matar. Agora jogos como este são estritamente proibidos (aqui no Brasil inclusive) e sofrem uma represália gigantesca.

Eu nunca fui fã desses jogos de automobilismo ou esportes, mas carmageddon redefiniu a idéia de “morte sobre rodas” e deu uma nova roupagem a jogos de corrida 3D. Que Need for Speed que nada! Tunar carro, comprar pecinhas pra ficar bonitinho??? Por favor! Gaste seu dinheiro reforçando sua lataria e seu motor para dar e aguentar MUITA porrada!

Anúncios

2 Responses to “top 10 jogos – Parte 1”


  1. setembro 19, 2010 às 3:18 am

    Muito legal o blog. Parabéns.

  2. setembro 21, 2010 às 9:10 am

    aeuauaeuea

    aprovado, sem dúvida os 3 merecem estar na lista,
    e soh quem jogou na época pra saber como era bom.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Aterro Sanitário

Lixo da Vez - Ronaldo o FENOMENO?!

Oi, queria agradecer ao espaço cedido pelo amigo e também entusiasta da copa, Bocadoogro.
Vocês sabem que eu sempre fui brasileiro desde que nasci no Brasil. Gosto muito do brasil e vou curtir muito assistir a copa do meu telão de cinema na minha casa lá na europa.

Mas vim aqui para um assunto mais importante. Essa palhaçada toda de protesto a respeito de usar dinheiro da copa para fazer hospital. Amigo, repito e disse, não se faz copa com hospital! Precisamos de estádio. Esse dinheiro que foi pro estádio não iria para hospital. Se não fosse pela copa o estádio nem o hospital existiria.

Vocês reclamam de hospital, não entendo! Sempre que fico gripado ou preciso de médico o Sírio-Libânes tá lá de boa. Não entendo essas reclamações. Neste ponto eu apoio meu amigo Pelé, grande sábio. Vamos esquecer essas bobeiras e focar na copa.

Grande abraço para vocês, do Ronaldinho Fenômeno.


%d blogueiros gostam disto: