27
maio
10

Passionalidade acadêmica

Queria abrir um novo blog. Um blog sobre design que é a área que pretendo seguir. O foco do blog seria o tema “bad design”, onde eu iria falar da parte funcional de diversas coisas envolvendo design – seja de uma interface de um site ou até mesmo de um pendrive mal projetado. A idéia me empolgou um monte, mas fez surgir um empecilho enorme. Empecilho esse que debati com 2 dos cavaleiros do apocalipse (má friends) e cheguei a derradeira conclusão que isso não seria uma “tão” boa idéia.

Aqui no Brasil especialmente nas áreas de artes onde há um bocado de subjetividade colocada no trabalho (subjetivo me refiro a coisas como bom gosto, senso artístico e belo/beleza/bonito) é muito comum uma dita “ética” de não se criticar o trabalho alheio. As pessoas literalmente evitam criticar o trabalho do colega de profissão, pois é acordado que este ato seria uma “falta de ética” incrível. Não só na área artística, mas em qualquer outra. Professores não falam de colegas, por mais esdrúxulos que eles sejam. Tudo em nome de uma dita “ética” da boa convivência.

Então, imaginem. Um cara de segundo período de Desenho Industrial, mal começou a engatinhar na área, falando mal dos trabalhos alheios?! Ora essa! Que abuso! Ultraje! Quem é esse vermezinho?! Criticando meu trabalho?!?! Eu sou graduado e pós graduado! Isso é no mínimo piada!

Sim, esse pensamento é piada! Mas acontece e é um escudo bem levantado por diversos profissionais de qualquer ramo. Se apoiam em títulos para levantar uma suposta infalibilidade. Se blindam atrás dessas  supostas garantias e da já mencionada “ética” do meio.

Agora aonde está escrito, qual a lógica irrefutável que exclui um acadêmico novato de segundo período de criticar trabalhos de QUALQUER calibre? Conhecimento? Concordo, mas este será verificado mediante a crítica do novato. Se sua crítica for bem embasada e tiver um ponto? Deve ser levada adiante e gerar um debate ou simplesmente abafada pela enxurrada de diplomas e títulos do criticado?

A primeira opção! Novatos, pessoas com visões frescas podem contribuir para debates. O objetivo todo do blog seria incitar o debate! As pessoas que porventura tivessem seu trabalho criticado teriam total liberdade de vir ao blog e discordar da crítica, expor argumentos! Enriquecer a problematização daquele evento. Isso é um meio acadêmico de qualidade. Com trocas de idéias e discussões o conhecimento é exposto ou até mesmo gerado. Ambos os lados aprendem nesse caminho.

Acontece que a passionalidade tem de ser deixada de lado! Ao recebermos críticas sobre nossos trabalhos, por favor, não levar para o lado pessoal! Ao dizer que seu trabalho é de má qualidade, não está implícito que VOCÊ seja um péssimo profissional. No máximo seria dizer que você cometeu erros naquele trabalho – e isso TODOS cometem!

A dissociação do lado pessoal do trabalho, na hora do debate é essencial para que possamos nortear o raciocínio. Tornando a discussão proveitosa e a troca de conhecimentos.

Essa seria minha utopia para o blog. Queria que o meu blog gerasse isso. Debates, trocas de conhecimentos e tudo mais.

Mas tenho receio que a intenção não fique clara e eu acabe sendo taxado de “mais um novato metido a besta”…

Anúncios

3 Responses to “Passionalidade acadêmica”


  1. maio 27, 2010 às 6:34 pm

    que seja mais um novato metido a besta então.Faça o que você gosta e quer.

  2. 2 Felipe
    maio 29, 2010 às 12:28 am

    É cara, faz o blog!

  3. 3 Jenyffer
    maio 29, 2010 às 1:00 am

    Acho que vc deve fazer sim… E vejo uma grande idéia de coluna semanal num jornal nacional… rsrsrsrsrs

    Pq não? Que você seja um novato metido a besta que contribui para o debate e a melhora da sua área… rsrsrs


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Aterro Sanitário

Lixo da Vez - Ronaldo o FENOMENO?!

Oi, queria agradecer ao espaço cedido pelo amigo e também entusiasta da copa, Bocadoogro.
Vocês sabem que eu sempre fui brasileiro desde que nasci no Brasil. Gosto muito do brasil e vou curtir muito assistir a copa do meu telão de cinema na minha casa lá na europa.

Mas vim aqui para um assunto mais importante. Essa palhaçada toda de protesto a respeito de usar dinheiro da copa para fazer hospital. Amigo, repito e disse, não se faz copa com hospital! Precisamos de estádio. Esse dinheiro que foi pro estádio não iria para hospital. Se não fosse pela copa o estádio nem o hospital existiria.

Vocês reclamam de hospital, não entendo! Sempre que fico gripado ou preciso de médico o Sírio-Libânes tá lá de boa. Não entendo essas reclamações. Neste ponto eu apoio meu amigo Pelé, grande sábio. Vamos esquecer essas bobeiras e focar na copa.

Grande abraço para vocês, do Ronaldinho Fenômeno.


%d blogueiros gostam disto: