09
fev
10

Perguntas e respostas 2

Bem continuando as indagações. Nada muito específico a declarar além do nojento calor que invade meu quarto. Como eu sempre digo, calor é ótimo para ir a praia, clube e pular carnaval. Agora para trabalhar, estudar ou qualquer outra tarefa semelhante de aliado ele se torna um pé no saco.

7 – De onde viemos? Por que existimos? Qual o sentido da vida? Sendo ateu você provavelmente tem uma visão desesperadora e acredita em uma existência vazia. Isso não é deprimente?!

Não sei. Não sei. Não há. Nessa ordem. Irei explicar melhor. Viemos da onde? Segundo a teoria da evolução, somos produtos gerados pela seleção natural principalmente. Evoluimos e chegamos a o que somos hoje, fisiologicamente falando. Por que? Não sei, como lei natural das coisas, não é algo que possui um “propósito” final e sim somente a sobrevivência. Sobreviver e perpetuar a espécie, penso eu, ter sido a mola propulsora para chegarmos onde chegamos. Logicamente que isso somente, hoje em dia já não se aplica mais a nossa espécie. Sentido da vida não há. Existe apenas o que fazemos. Nossos sentidos mudam, assim como nossas prioridades, ao longo de nossa vida. Não há uma razão superior maior externa e anterior a nossa existência – algo como o destino, estávamos destinados a viver e ser X desde o início – nós significamos nossas vidas. Deprimente? Não! Tenho meus objetivos, meus próprios sentidos e muita alegria. A diferença é que não possuo um deus para ser meu norte. Só isso.

8 – Vida após a morte? Reencarnação? Não te desespera saber que tudo acaba com a morte e ponto final? Não é horrível pensar assim?! Ai, que menino esquisito você!

Adoraria conseguir acreditar em qualquer uma dessas coisas, com toda a sinceridade do meu músculo cardíaco. Imagine só, morrer e reencontrar todos aqueles parentes e figuras históricas e conviver com eles por toda eternidade. Morrer e voltar, ter a chance de corrigir erros e ser cada vez melhor. Acontece que para mim é simples assim. Morreu é poff. Por tal razão que considero a vida algo único e especial de certa forma. Somos afortunados, pois vivemos apenas uma vez, portanto devemos viver do modo que acharmos mais proveitoso possível. Sem se preocupar com o pós-vida e significar sua vida para que possa receber uma bela recompensa no final.

9 – Mais e os fenômenos espíritas? Chico Xavier? Milagres? Inri Cristo? Não acha que provam algo? Curas milagrosas e etc.

Não! Ao meu ver o espiritismo no máximo do máximo é uma hipótese acerca de tais fenômenos. Afirmar que espíritos existem, o que são espíritos baseado em uma doutrina espírita (pois aparentemente a descrição coincide com os acontecimentos) é um equívoco. Em outras palavras, ceticismo. Ao meu ver esses fenômenos chamados mediunicos, quando não respondidos pela neurologia/psiquiatria/psicologia (muitos “médiuns” possuem patologias identificáveis e controláveis/tratáveis) são algo que merecem um estudo especial para se descobrir o que possam ser. Acontece que “espíritos” em si, são coisas não evidenciadas de maneira satisfatória até hoje a ponto de serem considerados como as religiões colocam. Uma alma imortal e que persiste após a morte.

10 – Não acha importante despertarmos uma espiritualidade nas crianças desde cedo? Ensinar valores para que se tornem adultos religiosos e tementes a deus? Aonde iria parar uma criança que desde cedo é ensinada que nada existe e que ela é dona de seu nariz, nada deve temer?

Espiritualidade? Espíritos existem? Como despertar algo que mal sabemos se de fato existe ou não passa de uma interpretação equivocada? Enfim. Tementes a deus? Definitivamente não! Crianças devem ser ensinadas que a punição pelos seus atos é real e não divina. Que a consciência de respeito ao próximo deve vir, pois ela através de reflexão pode chegar a simples conclusão que é o melhor a se proceder. Não pois “deus está olhando, cuidado!” Isso soa como uma espécie de educar pelo medo. Uma criança não é dona de seu nariz. Ela depende de seus pais e de qualquer outra pessoa que exerça uma responsabilidade sobre ela. Ensine a criança a pensar, desenvolver senso crítico e raciocínio. Filosofia seria uma PERFEITA substituta para as malditas aulas de religião do ensino fundamental/médio.

11 – Pare! Respeite minha religião! Sangue de cristo tem poder e você está amarrado!

Claramente! Respeito sim! Nunca discuti com religiosos, não puxo esse assunto com pessoas que sei que acreditam em algo. Caso surja o assunto, infelizmente não irei omitir minha opinião na forma de um falso respeito. “Ai ai, não pisarei nos seus memes!” Desculpe, isso não aconteceria. Se uma pessoa tem direito de expressar que “Jesus me libertou!” eu posso muito bem dizer “Jesus existiu mesmo?” Por que não? Acontece que se as pessoas tomassem a postura de “Não sou obrigado a justificar nada, creio por que quero e ponto final!” seria ótimo. A partir do momento que você se comprometer a justificar sua crença, por favor, que o faça bem feito e suporte refutações. Contra-argumente.

Bom isso cobre boa parte. Provavelmente mais perguntas virão!

Anúncios

2 Responses to “Perguntas e respostas 2”


  1. outubro 1, 2012 às 6:00 am

    7- A vida não tem sentido e ao mesmo tempo vc diz ser feliz? Nâo há uma incoerência nisso? OU a vida não tem sentido ou o sentido, para você é ser feliz! É melhor se definir. Uma leitura fria de suas palavras demonstrou patente contradição. Obviamente as prioridades mudam durante a vida, afinal, um bebê, que depende dos outros para praticamente tudo, tem prioridades diferentes de um indivíduo adulto. A evolução, conforme bem observou, é uma das leis da natureza e vale tanto no plano físico quanto no espiritual. Evolui-se para ser melhor, para se aperfeiçoar eternamente e isso é confuso para muitas pessoas. Uma única vida te basta para saber tudo e ser completamente feliz? Diante de uma pessoa com câncer terminal, que bem lhe daria sua ¨filosofia¨? Ou diante de uma mãe que perdeu o filho em tenra idade e que perde o sentido existencial, o que lhe diria? Mandaria que se matassem? Tua filosofia, há quantos consola, redime, aprimora e dá esperança? Aponte um, apenas um desses casos em que o ceticismo vazio converteu, consolou e auxiliou e me converto ao ateísmo agora. Seja, de fato, feliz! Abraços.

    • outubro 29, 2012 às 5:27 pm

      Nao ha incoerencia alguma. Nao acredito na felicidade para comeco de conversa entao vir com esse papinho cliche de que “a vida eh ser feliz” eh ridiculo.
      Segundo nao se evolui para o melhor. Se estudasse o minimo de biologia e teoria da evolucao veria que nem de longe ela funciona com o objetivo de “ser o melhor”. Nao ha objetivo final ao ser alcancado na evolucao. Voce esta completamente equivocado.
      Evoluimos espirtualmente? Defina alma e espirito por favor.
      “Aperfeicoar eternamente” – isso sim eh um belo de um paradoxo. Nao se chega nunca num fim, como voce mede um aperfeicoamento se nunca ha um final? Ficaremos num loop eterno besta reencarnando pra que? Enfim…
      Nao tenho nada a dizer pra essas pessoas. Nao pretendo nem quero consolar ninguem com minha “filosofia” como bem disse. Nao me coloco no pedestal do conhecimento absoluto do pre-vida nem do pos vida como a maioria dos religiosos. Se vc curte falar que um amigo imaginario estara no ceu para cuidar do filho que a mae acabou de perder, parabens. Se consolar os outros te faz mais feliz, mesmo que vc nao faca a minima ideia do que vc esta dizendo, va em frente.
      Aprimorar eh bem relativo tambem. Nao vou nem entrar nesse merito do que eh aprimoramento.
      Nao, por favor, eu nao faco a menor questao que vc se converta. Continue com seus amigos imaginarios e tambem seja feliz. =)
      Grande abraco!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Aterro Sanitário

Lixo da Vez - Ronaldo o FENOMENO?!

Oi, queria agradecer ao espaço cedido pelo amigo e também entusiasta da copa, Bocadoogro.
Vocês sabem que eu sempre fui brasileiro desde que nasci no Brasil. Gosto muito do brasil e vou curtir muito assistir a copa do meu telão de cinema na minha casa lá na europa.

Mas vim aqui para um assunto mais importante. Essa palhaçada toda de protesto a respeito de usar dinheiro da copa para fazer hospital. Amigo, repito e disse, não se faz copa com hospital! Precisamos de estádio. Esse dinheiro que foi pro estádio não iria para hospital. Se não fosse pela copa o estádio nem o hospital existiria.

Vocês reclamam de hospital, não entendo! Sempre que fico gripado ou preciso de médico o Sírio-Libânes tá lá de boa. Não entendo essas reclamações. Neste ponto eu apoio meu amigo Pelé, grande sábio. Vamos esquecer essas bobeiras e focar na copa.

Grande abraço para vocês, do Ronaldinho Fenômeno.


%d blogueiros gostam disto: