02
dez
09

Dançarinas e cocaína

Hilário devo dizer. O motivo deste post foi uma piada feita pelo ator Robin Williams (que eu prezo muito pela sua capacidade de atuar, sem deboche) que supostamente foi tomada como ofensa real e verdadeira por metade dos brasileiros deste Brasil lindo e maravilhoso.

Quem não viu, veja –

As pessoas ficaram indignadas (com suas raras exceções). Eu achei a piada muito boa. Ótima. É uma piada estilo humor negro, ele foi sarcástico e extremamente cáustico. Adoro esse tipo de piada hehehehehehehe.

A questão que as pessoas levam como argumento é que isto é uma ofensa ao brasileiro. O Brasil tem pessoas sérias e trabalhadoras. Concordo. Temos muita gente séria aqui e não vivemos numa floresta, como a maioria das pessoas do mundo acredita.

Agora é inevitável a imagem do Brasil como o país da festa – corroborado pelos 3000000 feriados que temos e tudo é motivo pra micareta e samba. Mentira? Basta puxar o calendário e ver. Segundo – o tráfico de drogas que impera neste país, entrando por tudo que é canto e chegando aos grandes centros urbanos. Mentira? Vá ao Rio de Janeiro ou procure estatísticas no google. Notícias.

Fatores esses que tornam perfeito esses tipos de piada. Não condeno o Robin pela sua piada e reconheço um pouco o motivo para ele ter feito ela. Não estou dizendo que de fato o que fez o Brasil ser escolhido para sediar 2016 foi os motivos que ele afirmou, mas sei da onde ele tirou estes “motivos”.

Seria como, a grosso modo, dizer que se Chicago ganhasse “Aw, lógico que ganharam, se perdessem os EUA ameaçaria matar todos os juízes do cômite olímpico” já que tudo para os EUA é motivo de guerra (espero que não continue assim com o Obama.)

Engraçado como o brasileiro e os jornais (até a Globo fez juízo de valor desse evento, muito engraçado) demonstraram esse sentimento de “ofensa”. As verdadeiras ofensas ao brasileiro estão longe de estar nas piadas de Robin Williams. A política deste pais e seu pouco caso com tudo é onde reside o problema. Querem ver ofensas? Liguem um pouco na TV senado ou TV câmara. Sinceramente. Não entendi esse alarde todo da mídia e esse papinho ridículo de “ai que piada grosseira gente!“.

Não vejo problema algum, como brasileiro, em assumir que nosso país tem diversos problemas como tráfico e má gestão. Ser brasileiro é ser ignorante e achar que sua pátria é perfeita sempre? Ser patriota é defender seu país com unhas e dentes mesmo sabendo que ele é todo torto e errado? É mascarar a verdade em prol de um sentimento de “amor a pátria”? (me lembra até um certo fundamentalismo religioso) Isso não leva a lugar algum. Enquanto não vermos os problemas que esse país tem, jamais iremos saná-los. Essa mentalidade de “mexeu com a pátria é errado” é ridícula. “Futebol, pátria, religião e política não se discutem.” – > Discutem-se SIM!

Aposto que muita gente vai deixar de assistir filmes dele, só por causa disso. Hahahahahahaha, hilário. Mesmo.

Anúncios

5 Responses to “Dançarinas e cocaína”


  1. 1 Natalia
    dezembro 2, 2009 às 2:04 pm

    Nunca fui muito fã dele. Ele tem a mesma cara, em todos os filmes. É manjado demais. Tão manjado quanto a situação do Brasil, que ele acha onda alfinetar.
    Agora, sejamos sinceros, no que enriqueceu a imagem dele esse tipo de piada? Será que ele se acha mais engraçado depois de tamanho sarcasmo?

    Tô pensando (…)

    É, nunca fui com a cara dele.

  2. 2 silviocarneiro
    dezembro 2, 2009 às 2:56 pm

    O que há demais no fato do Brasil ter dançarinas e cocaína? Se fosse por isso, Amsterdã teria ganho todas as eleições em que concorresse para alguma coisa… Além do mais… Tem algo melhor do que cocaína e dançarinas???? kkkkkkkkkkkkkkkk

  3. dezembro 2, 2009 às 11:26 pm

    Bem se acrescentou algo ou não, já nem sei dizer. Acho que a questão não é essa.
    Eu achei bem boa a piada e pertinente até. Com o tom de exagero.
    Lembrando que ele não mora no Brasil nem vive aqui, logo não acho que faz alguma diferença para ele ou “enriquece” ou não.

    Foi apenas uma piada. E interessante, por assim dizer. x)

  4. 4 Dedo
    dezembro 3, 2009 às 6:28 am

    Ele não mora no Brasil… Segundo a apresentadora, já foi viciado em cocaína. Considerando que o turismo sexual nesse país é enorme, e a qualidade do pó que temos acesso, não me surpreenderia se as vezes que ele visitou o Brasil (nao sei se foram poucas ou muitas), fez de sua viagem uma grande orgia com muito sexo e drogas. E não podemos negar que ele não teria sido o primeiro nem o último a fazê-lo. A piada, portanto é bastante pertinente se analisarmos as motivações de grande parte dos estrangeiros que visitam o Brasil.

  5. 5 Ciro
    dezembro 5, 2009 às 1:36 pm

    concordo com 100% doque foi escrito no post, a piada realmente foi boa,
    mas como ninguém gosta que falem mal de seu país, o brasileiro reclama,
    se Madrid tivesse ganho, ele iria vir com a piada “O ETA ameaçou Chicago com carros-bomba”, e nenhum brasileiro iria se sentir ofendido.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Aterro Sanitário

Lixo da Vez - Ronaldo o FENOMENO?!

Oi, queria agradecer ao espaço cedido pelo amigo e também entusiasta da copa, Bocadoogro.
Vocês sabem que eu sempre fui brasileiro desde que nasci no Brasil. Gosto muito do brasil e vou curtir muito assistir a copa do meu telão de cinema na minha casa lá na europa.

Mas vim aqui para um assunto mais importante. Essa palhaçada toda de protesto a respeito de usar dinheiro da copa para fazer hospital. Amigo, repito e disse, não se faz copa com hospital! Precisamos de estádio. Esse dinheiro que foi pro estádio não iria para hospital. Se não fosse pela copa o estádio nem o hospital existiria.

Vocês reclamam de hospital, não entendo! Sempre que fico gripado ou preciso de médico o Sírio-Libânes tá lá de boa. Não entendo essas reclamações. Neste ponto eu apoio meu amigo Pelé, grande sábio. Vamos esquecer essas bobeiras e focar na copa.

Grande abraço para vocês, do Ronaldinho Fenômeno.


%d blogueiros gostam disto: