09
nov
09

Urnas Biométricas? – Torra Brasil!

Como no post anterior falei sobre o lixo do ENADE, sua imprecisão e seu gasto aos cofres públicos trago neste post uma novidade – O voto eletrônico Biométrico.

O Brasil e sua imensa vontade de ser pioneiro em alguma coisa, alguns anos atrás, resolveu adotar o sistema de voto eletrônico. As maquininhas foram inseridas no nosso sistema de votação eleitoral. Elas sairam a um custo elevado para os cofres públicos (mais uma vez) em termos de implementação/manutenção. Obviamente era muito mais fácil fraudar eleições com essas máquinas. Os “especialistas” do governo descobriram isso a pouco tempo e vieram com uma novidade. A urna biométrica.

Caralho. Que porra é essa?

Urna biométrica é uma urna digital como a anterior. Acontece que essa agora necessitará que o cidadão na hora de votar coloque o seu polegar num leitor digital. Este mesmo leitor irá reconhecer sua impressão digital, guardada em um enorme banco de dados. Da onde virá esse banco de dados? Do DETRAN? Não senhor. TODOS nós teremos que REFAZER nossos títulos de eleitor. Isso mesmo. Filas e dor de cabeça para o eleitor, caso essa merda de sistema seja aprovado.

O Brasil sempre quer dar um passo a frente em coisas inúteis. Sabe quanto sai cada urna “nova” dessa? 890 dólares a UNIDADE. O Brasil já comprou 25 mil destas. Depois poderá atualizar outras 355 mil urnas, saindo a 15 dólares a UNIDADE (fonte site do próprio governo -> aqui). Façamos uma matemática aqui 890 x 25.000 = $22,250,000. Isso mesmo, dólares. Mais tem a atualização das outras 355 mil urnas, 15 x 355.000 = $5,325,000. Somando estes valores teremos $27,575,000 em dólares.  Cotação do dólar que acabo de checar aqui está 1,70 reais. Uma continha final 27,575,000 x 1,70 = 46,8775,000 reais. Isso por alto e agora. Esses números com certeza estão imprecisos e poderão se alterar facilmente. No meu chute é que se alterem para mais. No mínimo o dobro.

Não entendo. Se o sistema de voto eletrônico fosse tão imbatível e impossível de ser fraudado qual razão dos países de primeiro mundo não implementarem isso? EUA é voto em papel ainda. França e Inglaterra também. Alguns representantes de países europeus vieram aqui na época da implementação da urna eletrônica. Segue abaixo uma transcrição do diálogo –

Representante Francês – Muitê legal! Como é?

Marco Aurélio de Mello (presidente do TSE na época) – Muito simples. Apertamos esses botões e voilá! Votado!

Francês – Hmmmm. Ei, por que quando eu apertê esses fios e segurê o botão o candidato ganha 10 votos?!

Marco – Erm, bem, oras assim…é que…olha lá! Uma mulata brasileira! Como samba não?!

Francês – …

Brincadeiras a parte. Ninguém que veio ver o sistema de votos eletrônico gostou. O velho sistema da cédula de papel, aparentemente é o mais confiável e difícil de burlar. Necessitariam de caminhões cheios de papel com o voto naquele candidato a ser fraudado. É possível isso, mas muito mais difícil. Sem falar que teriam de remover cédulas para que a contabilização final não superasse o número de eleitores inscritos naquela região.

Mal fez 10 anos da urna eletrônica agora eles querem a biométrica. Depois vai vir o que? Voto mental? Voto pela internet? O Brasil parece aquela criancinha na loja de doces, com muito dinheiro, mas sem a MENOR NOÇÃO NO QUE GASTAR.

Vejamos no que vai dar esses novo sistema. Abraços a todos!

Anúncios

1 Response to “Urnas Biométricas? – Torra Brasil!”


  1. 1 Dedo
    novembro 9, 2009 às 5:07 pm

    Lema principal do Delmo:
    Hay Gobierno, soy contra.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Aterro Sanitário

Lixo da Vez - Ronaldo o FENOMENO?!

Oi, queria agradecer ao espaço cedido pelo amigo e também entusiasta da copa, Bocadoogro.
Vocês sabem que eu sempre fui brasileiro desde que nasci no Brasil. Gosto muito do brasil e vou curtir muito assistir a copa do meu telão de cinema na minha casa lá na europa.

Mas vim aqui para um assunto mais importante. Essa palhaçada toda de protesto a respeito de usar dinheiro da copa para fazer hospital. Amigo, repito e disse, não se faz copa com hospital! Precisamos de estádio. Esse dinheiro que foi pro estádio não iria para hospital. Se não fosse pela copa o estádio nem o hospital existiria.

Vocês reclamam de hospital, não entendo! Sempre que fico gripado ou preciso de médico o Sírio-Libânes tá lá de boa. Não entendo essas reclamações. Neste ponto eu apoio meu amigo Pelé, grande sábio. Vamos esquecer essas bobeiras e focar na copa.

Grande abraço para vocês, do Ronaldinho Fenômeno.


%d blogueiros gostam disto: