04
nov
09

Jedaismo e Religião

Olá “pessoar”! Hoje resolvi fazer um post nerd! Mesmo! Segui o conselho do meu amigo Fred. Interrompi o “Culto à carga” para um breve post nerd sobre Guerra nas Estrelas.

Estava ontem a noite lendo o Novo Testamento quando me deu esse estalo. Lembrei que na Inglaterra alguns anos atrás, uma galera fez um abaixo-assinado querendo que o “Jedaísmo” fosse aceito pelo Estado inglês como uma religião oficial. Não sei como ficou se eles conseguiram ou não, mas pensando ontem cheguei a conclusão que “a força” em que os Jedis do filme tanto acreditam não é religião. Os Jedis não são religiosos. Irei explicar qual razão de eu concluir isso.

Fé e força!

O que é a fé? É um sentimento/experiência pessoal e intransferível. A fé se manifesta em nós com o intuito de “depositarmos” ela em algo. Os religiosos em seus Deuses e milagres. Ter fé em algo é crer nesse algo, independente desse “algo” ser sustentável ou não.

O que é a força? A força do contrário do que muitos acham, não é um sentimento ou uma experiência pessoal. É nada mais que um fenômeno da natureza que existe no universo de Star Wars. A força tem embasamento quase científico (dentro dos filmes, por favor, não estou sugerindo que ela exista de fato!) os “Midi-chlorians” que podem ser detectados em exames de sangue. Meios de se coletar evidências para saber se aquele ser tem influência na força ou não.

Força e Ciência!

Em um devaneio nerd, tentei imaginar a teoria da evolução (Darwin) no universo de Star Wars. Seria a capacidade dos seres manipularem a força, uma característica adquirida através da seleção natural? Bom, eu descartaria isso visto que não só os seres humanos, mas quase TODAS as espécies do universo podem ser Jedis. Basta ver o bando de jedis esquisitos que tem nos filmes. Nego com chifre, cara de dinossauro, um abacate (Yoda), um cabeça de espiga de milho e por ai vai.

Logo se considerarmos o evento “manipular a força” como algo improvável e DIFICÍLIMO de se ocorrer (em termos evolutivos isso seria um desbunde!) imagine esse algo DIFICÍLIMO de se ocorrer ter acontecido igualmente em TROCENTAS espécies. Imaginei agora Willian Lane Craig dizendo que “Logicamente foi Deus quem colocou essa característica nas espécies de Star Wars!” hehehehehehehe.

Concluo que devido a gigantesca improbabilidade disso, essa teoria para explicar o surgimento da força teria de ser descartada quase.

Os Jedis não tem “fé” na força. Eles não acreditam que ao ter fé na força eles serão capazes de saltar mais alto ou mover pedras com o pensamento. Eles SÃO capazes de pular mais alto e eles MOVEM pedras com a mente. Percebam a pequena diferença. Eles sabem que podem, não acreditam. Pois a força é um evento amplamente estudado e demonstrado no universo. Academias para se treinar o uso dessa “força” existem (no filme!). Ela é um fenômeno amplamente conhecido e difundido. Força é ciência não religião.

Tentar trazer a força e dar uma conotação religiosa nela como os ingleses fizeram anos atrás é um tremendo erro. Apesar que “na vida real” a força não passaria de fé mesmo. Os caras tem fé nela, mas não conseguem mover uma xícara de café com ela. Nem sequer dar um salto 3x maior que o normal. Que peninha.

Bem encerro esse devaneio UBBER 1337 NERD hAx0RZ. Abraços a todos e que força NÃO esteja com vocês! (Ela não existe!)

Anúncios

6 Responses to “Jedaismo e Religião”


  1. 1 Felipe
    novembro 4, 2009 às 5:27 pm

    Cara , mergulhando no seu devaneio UBBER 1337 NERD hAx0RZ, acho que a relação de um jedi com a “força” era algo às vezes muito semelhante à um ser humano com sua devoção divina.
    Um indício do que estou dizendo, seria, por exemplo, o jargão “Que a força esteja com você”. Está implícito na frase que a “força” carrega a ambiguidade de ser controlável pelo jedi e de lhe escapar ao controle. Porque se a “força” estiver comigo poderei me utilizar de seu poder, mas se não estiver, independente de minha vontade, me restará apenas a minha força sem aspas.
    O que você acha?

  2. novembro 5, 2009 às 5:58 am

    EEEEEEEEEI
    eu ia dizer algo parecido com o que o Felipe disse
    eu acho que faz sentido,
    gostei muito do post
    =]

  3. 3 Felipe
    novembro 5, 2009 às 11:13 am

    Que as proteínas e sais minerais estejam com vocês!

  4. 4 marcos garcia
    julho 17, 2010 às 12:02 pm

    Querido Blogueiro,

    Li seu artigo, e me parece que você não sabe o que é fé e muito menos a o que é Força, elas estaõ em tudo e tudo está nelas, mas infelizmente algumas pessoas que se julgam melhores ou mais sábias que outras tem a ousadia de escrever exclusivamente o seu ponto de vista o que de longe é sempre limitado, tal como no seu blog, mas respeito e não concordo com ele, um toque antes de tentar dividir senão puder procure e se puder amplie e compartilhe informações universais e não individuais e egoistas.

    Vai nessa, talvez de tempo de aprender e crescer como ser .

  5. julho 20, 2010 às 5:45 pm

    Bom gostaria que vc demonstrasse esse “A força está em tudo e tudo está nelas.” Sabe, assim quem sabe você não comete o mesmo erro que o meu (visão limitada e demonstração de ignorância, se bem que isso me soa mais para um devaneio).

    Quanto a fé, sim, o componente em si, o ato de crer sem motivos ou explicações aparentes se encontra em diversas coisas. Diria que nas partes mais elementais de diversos assuntos, mas não em tudo.

    E desculpe, nem de longe meu blog tem como objetivo falar de todos os pontos de vistas possíveis ou ser objeto de imparcialidade científica/sociológica. Muito pelo contrário. Criei-o afim de expor MINHA opinião. Ela é limitada? Claro! Assim como a sua também e de qualquer pessoa. Somos limitados por nossos valores, interações e conhecimentos adquiridos. Não importa o quanto se leia ou se adquira, seremos sempre limitados aquilo que temos.

    Afinal onisciência só sendo deus. =)

  6. 6 Frank
    maio 4, 2012 às 4:36 pm

    Bom, antes de tudo creio que sua abordagem de pensamento com relação sobre o que é a Força, o levou a resultados equivocados. A Força nada mais é que “energia vital” (por assim dizer), ela permeia o Universo. O Jedi não “acredita” na força pois acreditar implica, naturalmente, que ela não fosse algo concreto, o que obviamente não constata-se (como já comentado). Contudo, a Força só manifesta-se dessa maneira nos filmes. Na vida real considerá-la de tal modo seria insano e portanto, a Força a que o Jedaismo (vida real) se refere, é algo sujeito de crença. Não obstante, o Jedaismo, apesar do nome, baseia-se no Budismo, no Hinduismo, no Confucionismo além de outras crenças e logo, deve ser considerado Religião.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Aterro Sanitário

Lixo da Vez - Ronaldo o FENOMENO?!

Oi, queria agradecer ao espaço cedido pelo amigo e também entusiasta da copa, Bocadoogro.
Vocês sabem que eu sempre fui brasileiro desde que nasci no Brasil. Gosto muito do brasil e vou curtir muito assistir a copa do meu telão de cinema na minha casa lá na europa.

Mas vim aqui para um assunto mais importante. Essa palhaçada toda de protesto a respeito de usar dinheiro da copa para fazer hospital. Amigo, repito e disse, não se faz copa com hospital! Precisamos de estádio. Esse dinheiro que foi pro estádio não iria para hospital. Se não fosse pela copa o estádio nem o hospital existiria.

Vocês reclamam de hospital, não entendo! Sempre que fico gripado ou preciso de médico o Sírio-Libânes tá lá de boa. Não entendo essas reclamações. Neste ponto eu apoio meu amigo Pelé, grande sábio. Vamos esquecer essas bobeiras e focar na copa.

Grande abraço para vocês, do Ronaldinho Fenômeno.


%d blogueiros gostam disto: