06
out
09

Aproveitando…

Iru! São 6:42 da manhã. Tenho trabalho pra fazer, mas da tempo de postar aqui.

Aproveitando o gancho do Debate – Deus um Delirio, queria ressaltar um ponto que Richard Dawkins, considera perigoso e errado na educação de nossas crianças. Dizer “Criança Católica” para Dawkins é errado e mentiroso. Ele afirma que “crianças” não possuem religião, pois são muito novas e necessitam de um certo amadurecimento para ter opiniões sobre assuntos complexos, como política ou economia. Ele se refere a “Criança com PAIS católicos” ou “Criança com PAIS muçulmanos” e por ai em diante.

Devo assumir que concordo com esse ponto de vista de Dawkins e isso me fez lembrar em particular das minhas aulas de religião da 1ª série, que nada mais eram que mini-lavagens cerebrais. Lembro até hoje de algumas coisas do “livro didático” que era utilizado nessas aulas. Lembro de uma questão (sim o livro tinha textos e perguntas/respostas) que era a seguinte “Joãozinho e Pedrinho tinham prova no dia seguinte. Na noite anterior Pedrinho não estudou, mas Joãozinho sim. Pouco antes da prova Pedrinho rezou para Deus, pedindo que tivesse uma boa Prova. Joãozinho não rezou. Qual dos dois foi bem na prova?” – Pode parecer mentira ou surreal, mas a resposta era Pedrinho. Pois Deus abençoara ele na hora da prova. Agora pergunto é assim que funciona na vida real? Se eu não me preparar mais rezar antes de uma entrevista de emprego o emprego é meu? Se eles queriam ensinar algo sobre rezar, por favor, não usassem um exemplo destes. Uma “coisa” destas passadas a crianças de 1ª série pode ter um impacto um tanto negativo. A religião nas escolas em forma de “disciplinas” é muito comum. Essa escola que eu estudei ainda existe e nem faço idéia como é a primeira série lá agora, mas espero que isso tenha mudado. Sem falar das aulas de “O.P.V.” da rede Salesianos, que traduzia “Orientação Para Vida”, resumindo religião. Apesar deles afirmarem que não era catolicismo que era usado como base, não havia NENHUM professor Espírita ou Ateu para estas aulas. Afinal, orientar alguém para “viver” (conceito um tanto subjetivo), não necessariamente implica tornar esse alguém religioso. Lembrando que falo da época que estudei lá. Hoje em dia nem sei mais se tem OPV ou algo do gênero. Espero que tenham mudado isso para algo como Filosofia. Seria muito mais proveitoso dar ferramentas para que os adolescentes pensem por si próprios e decidam o caminho religioso (ou não) a seguir.

Enfim…

Anúncios

0 Responses to “Aproveitando…”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Aterro Sanitário

Lixo da Vez - Ronaldo o FENOMENO?!

Oi, queria agradecer ao espaço cedido pelo amigo e também entusiasta da copa, Bocadoogro.
Vocês sabem que eu sempre fui brasileiro desde que nasci no Brasil. Gosto muito do brasil e vou curtir muito assistir a copa do meu telão de cinema na minha casa lá na europa.

Mas vim aqui para um assunto mais importante. Essa palhaçada toda de protesto a respeito de usar dinheiro da copa para fazer hospital. Amigo, repito e disse, não se faz copa com hospital! Precisamos de estádio. Esse dinheiro que foi pro estádio não iria para hospital. Se não fosse pela copa o estádio nem o hospital existiria.

Vocês reclamam de hospital, não entendo! Sempre que fico gripado ou preciso de médico o Sírio-Libânes tá lá de boa. Não entendo essas reclamações. Neste ponto eu apoio meu amigo Pelé, grande sábio. Vamos esquecer essas bobeiras e focar na copa.

Grande abraço para vocês, do Ronaldinho Fenômeno.


%d blogueiros gostam disto: